CRISE INSTITUCIONAL

Celina Leão diz que Lira pode intermediar paz entre os Poderes

Deputada espera que Congresso coloque panos quentes na crise institucional Entre Executivo, Legislativo e Judiciário

Bernardo Lima*
postado em 25/08/2021 16:50
 (crédito: Ed Alves/CB/D. A. Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D. A. Press)

Diante dos ataques recentes do presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF) e à Justiça Eleitoral, a deputada federal Celina Leão (PP-DF) defendeu que o Congresso Nacional passe a intermediar o diálogo entre os Poderes.

Segundo ela, o presidente da Câmara e companheiro de partido, Arthur Lira (PP-AL), pode ser um intermediador na guerra entre o Executivo e o Judiciário.

"O Arthur é um cara muito equilibrado. Ele sabe que essa guerra não é boa pra ninguém, nem para o presidente, nem para o Supremo, nem para o país. Acho que quem fomenta isso não sabe que nós podemos ter com um país com toda uma estabilidade econômica e política”, disse a parlamentar em entrevista concedida ao CB.Poder, uma parceria do Correio Braziliense com a TV Brasília, nesta quarta-feira (25/8).

Para ela, “o Congresso tem sido o fiel da balança nessa questão da manutenção da democracia, na construção de diálogo”. “Meu sentimento hoje é de que o Congresso é quem tem trazido estabilidade ao país”, comentou.

A deputada também declarou que é preciso pregar a paz entre os Poderes para que o país possa priorizar a recuperação da economia. “Acho que está no momento de todos os Poderes abaixarem a poeira, para que a gente possa gerar empregos e sairmos definitivamente da pandemia. Esse que tem que ser o foco do Brasil”, observou.

*Estagiário sob supervisão de Augusto Fernandes

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE