Sabatina de Mendonça

Bolsonaro responsabiliza Alcolumbre de segurar Sabatina de Mendonça

O mandatário apontou que o presidente da CCJ do Senado teve "tudo o que foi possível" e disse que não é atribuição do parlamentar indicar nomes para o STF

Cristiane Noberto
postado em 10/10/2021 19:28
Presidente tenta indicar ex-AGU para vaga do ministro Marco Aurélio, que se aposentou em julho deste ano -  (crédito: EVARISTO SA / AFP)
Presidente tenta indicar ex-AGU para vaga do ministro Marco Aurélio, que se aposentou em julho deste ano - (crédito: EVARISTO SA / AFP)

“Davi Alcolumbre teve tudo o que foi possível por dois anos comigo e de repente ele não quer o André Mendonça", disse o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), neste domingo (10/10), sobre o adiamento da sabatina do indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O mandatário responsabilizou o presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), por travar a sabatina de ex-advogado-Geral da União. “Quem pode não querer é o plenário do Senado não é ele [Alcolumbre]. o que ele está fazendo não se faz, porque a indicação é minha”, disse Bolsonaro.

O chefe do Executivo ainda destacou que articulou a favor de Alcolumbre sempre que possível. “Eu ajudei nas eleições da câmara, depois pediu apoio para eleger o Pacheco e eu ajudei. Se ele quiser indicar alguém, ele pode indicar dois: se candidata a presidente ano que vem, no primeiro semestre de 2023 tem duas vagas e ele indica dois”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE