PODER

Diárias de R$ 45 mil em Dubai serão pagas pelo governo local, diz Bolsonaro

Segundo o chefe do Executivo, a conta da comitiva brasileira ficará por conta do governo de Dubai. O resto dos gastos serão feitos em um "cartão corporativo"

Tainá Andrade
postado em 13/11/2021 22:44
 (crédito: -)
(crédito: -)

Em viagem a Dubai com sua comitiva, Bolsonaro afirmou que a diária, de R$ 45 mil, do hotel cinco estrelas Habtoor Palace - do grupo LXR Hotels & Resorts, da rede de hotéis Hilton -, será paga pelo governo local.

“É 0800 pra mim, tá ok? Sou eu e mais nove, dez quartos. Jamais eu ficaria, com todo o respeito, mesmo eu pagando, não ficaria em um hotel desses, jamais”, disse o chefe do Executivo.

A comitiva é composta pela primeira-dama Michelle Bolsonaro e os filhos Flávio e Eduardo Bolsonaro, além dos ministros da economia, Paulo Guedes; do gabinete de segurança institucional, Augusto Heleno; da defesa, Braga Netto; e das relações exteriores, Carlos França. Junto também estão os secretários Flávio Rocha, de Assuntos Estratégicos, e Mário Frias, da Cultura.

Sobre o restante dos gastos, o presidente da república lembrou sobre o “cartão corporativo” e explicou que as despesas cobradas por ali, a conta não seria sua.

Agenda

Na agenda do presidente consta uma visita ao Dubai Airshow, ao pavilhão da Embraer no Dubai Airshow, ao pavilhão do Brasil na Expo Dubai e na planta da BRF, fará participação na abertura do Fórum Brasil de Investimentos e inaugurará o prédio da embaixada brasileira.

Também encontrará algumas autoridades, em almoços fará contato com o príncipe herdeiro Hamdan bin Mohammed al Maktoum, comparecerá em outro encontro em homenagem ao rei Hamad ibn Isa al Khalifa, também terá uma audiência com o xeque Mohammed bin Rashid al Maktoum e uma reunião com o emir Tamin bin Hamad.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE