EVENTO

Em Lisboa, subprocuradora bolsonarista corta microfone do presidente da OAB

Felipe Santa Cruz discursava no IX Fórum Jurídico Brasileiro e fazia críticas à precarização do trabalho quando foi interrompido por Lindôra Araújo

Luana Patriolino
postado em 16/11/2021 21:44 / atualizado em 16/11/2021 21:45
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, teve a fala interrompida durante a participação no IX Fórum Jurídico Brasileiro, em Lisboa, Portugal. Nesta terça-feira (16/11), a subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, tentou cortar o microfone do advogado na apresentação do evento.

Cruz discursava sobre a fenômeno da ‘uberização’ e da precarização do trabalho. “O que vemos hoje, no Chile, é um país em convulsão social, fazendo inclusive uma ousada escolha política de uma nova constituição, com olhar específico para aqueles que foram excluídos historicamente, em especial das populações indígenas”, disse. “Nós também teremos que fazer essa escolha sob pena de ingressarmos em um período de grande crise social. Estamos sentados em um barril de pólvora, basta visitar qualquer uma das grandes cidades brasileiras”, continuou.

O microfone de Santa Cruz chegou a ser cortado pouco antes dele concluir sua fala. Antes, Lindôra Araújo tentou interrompê-lo. "Obrigado, doutor Felipe", disse em meio a fala do presidente da OAB. Ao retomar a fala, a subprocuradora chegou a rir e, em tom irônico, disse: “Eu não sabia que era um discurso político. Eu agradeço a todos e dou por encerrado o painel”.

Vista como uma possível sucessora do procurador-geral da República, Augusto Aras, Lindôra é uma das principais vozes bolsonaristas no Ministério Público Federal (MPF). Por outro lado, Felipe Santa Cruz é crítico ao governo do presidente Jair Bolsonaro e, em Lisboa, fez diversas ressalvas à atuação do chefe do Executivo em relação à pandemia de covid-19.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE