SABATINA DE MENDONÇA

Alcolumbre deve pautar nome de Mendonça na CCJ na próxima semana, diz Pacheco

O presidente do Senado ainda afirmou que a ideia é avaliar todos os nomes até o final do ano; nome do indicado do presidente Jair Bolsonaro deve ser pautado até o fim da próxima semana

Cristiane Noberto
Tainá Andrade
postado em 23/11/2021 20:53
 (crédito:  Jefferson Rudy/Agência Senado)
(crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta terça-feira (23/11) que há um esforço concentrado para acelerar as sabatinas emperradas na Casa. O parlamentar afirmou que esteve com o senador Davi Alcolumbre (DEM-AM) e que André Mendonça, o "terrivelmente evangélico" indicado pelo presidente Jair Bolsonaro em junho, deve entrar no rol dos nomes a serem chamados.

“Eu estive com o Davi Alcolumbre, falamos a respeito do esforço concentrado, renovei a ele esse pedido, assim como fiz a todos os senadores para que possam estar presentes no esforço concentrado, todos os presidentes de comissões poderem designar as reuniões das comissões para a sabatina das indicações. Dos ministros dos tribunais superiores. Há uma ministra do TST [Morgana Richa] e o ministro André Mendonça no Supremo Tribunal Federal. Então há essa previsão de realização de todas essas sabatinas", afirmou.

De acordo com o chefe da Casa, em específico ao nome de André Mendonça, a conversa com o presidente da Comissão de Cidadania e Justiça do Senado é de que seja designada uma data para a sabatina. "Quanto ao André Mendonça, espero que o Davi possa designar as datas para a semana que vem para o cumprimento dessa missão. Todas as prerrogativas são dos presidentes das comissões e eu respeito. Espero que haja essa definição para que possamos chegar ao final do ano com as obrigações”, disse.

Pacheco ainda afirmou que há sinalização de Alcolumbre para sabatinar todos os nomes pautados no colegiado. “O que nós queremos é resolver todas essas indicações ainda esse ano”, afirmou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE