Em defesa do ex-AGU

Correio Braziliense
postado em 27/11/2021 00:01

A indicação do ex-advogado-geral da União André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF) foi publicada no Diário Oficial da União de 13 de julho. Ao longo dos últimos quatro meses, senadores cobraram a sabatina ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Entre os que apelaram por Mendonça, está o senador Nelsinho Trad (PSD-MS). "Ele é uma pessoa qualificada, teve a indicação do presidente da República, vai ser sabatinado na CCJ e apreciado no plenário. O que não podia acontecer era ficar sem ter a sabatina", enfatizou. "Votar a favor, contra ou se abster é do jogo de cada senador. O que a gente batalhou bastante foi para que ele pudesse sair dessa espera."

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) alertou para o acúmulo de apreciações. "Há uma seleção de sabatinas que devem ser realizadas. Estamos muito atrasados. Acumulamos. Em função da pandemia, sobretudo. É com bastante atraso, mas superaremos esse impasse na próxima semana. Até a quarta-feira, teremos a sabatina e a deliberação", frisou.

O discurso é o mesmo do senador Wellington Fagundes (PL-MT). "Claro que a prioridade é votar as autoridades. Até porque já está muito represado. Espero que a gente possa dar essa resposta", disse. "Os órgãos precisam funcionar na sua plenitude. (Agência Senado)

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE