HANG

Bolsonaro presta solidariedade a Luciano Hang após "cervejada" em final de jogo

O empresário foi atingido por uma cervejada durante jogo da final da Copa do Brasil. No último dia 15, o presidente confirmou que demitiu funcionários do Iphan após a autarquia ter interditado a construção de uma obra da Havan, empresa do bolsonarista Luciano Hang

Ingrid Soares
postado em 19/12/2021 16:00 / atualizado em 19/12/2021 16:04
 (crédito: Reprodução/Facebook)
(crédito: Reprodução/Facebook)

O presidente Jair Bolsonaro prestou solidariedade a Luciano Hang neste domingo (19/12) após ele ter sido atingido por um copo de cerveja no rosto no último dia 16. O empresário assistiu a decisão da Copa do Brasil na Arena da Baixada entre Athletico-PR e Atlético-MG. O dono das lojas Havan, que patrocina o time paranaense, acenava para a torcida dos donos da casa quando foi atingido por uma cervejada. O torcedor acabou demitido da empresa de advocacia em que atuava após o ocorrido.

O chefe do Executivo postou uma foto onde aparece vestido com uma camiseta do Athletico-PR e ainda parabenizou o time pela conquista. "Solidariedade a Luciano Hang. Parabéns ao campeão mineiro e ao vice paranaense", escreveu na legenda.

Antes, em conversa com jornalista e apoiadores na Praia Grande, em São Paulo, onde passeou de recesso, Bolsonaro disse que usava a vestimenta como homenagem ao amigo.

"A camisa do Atlético é uma homenagem a Luciano Hang que foi agredido por um... um cara que chamaram de torcedor que agrediu ele com copo de bebida. Depois, Luciano fez um vídeo longo de uns 30 minutos. Eu assisti. Ele dá uma aula de civismo. Ele é torcedor do Athlético Paranaense. Parabéns ao Atlético Mineiro pela Copa do Brasil. E dizer mais, o Atlético Paranaense tirou o Flamengo da Copa do Brasil", completou.

Iphan

O presidente confirmou no último dia 15 que demitiu funcionários do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) após a autarquia ter interditado a construção de uma obra da Havan, empresa do bolsonarista Luciano Hang.

"Liguei pro ministro da pasta (responsável pelo Iphan), e perguntei ‘que trem é esse?’ Porque eu não sou tão inteligente como meus ministros. ‘O que é Iphan, com PH?’ Explicaram para mim, tomei conhecimento, ‘ripei’ todo mundo do Iphan. Botei outro cara lá, o Iphan não dá mais dor de cabeça pra gente", completou Bolsonaro, que é aplaudido pelos presentes no evento.

O presidente já havia falado sobre interferir na autarquia durante a reunião ministerial de 22 de abril de 2020, divulgada posteriormente pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, o presidente afirmou ter recebido a queixa de Hang em relação ao embargo de uma obra no Rio Grande do Sul.

Ontem, a Justiça Federal do Rio de Janeiro acatou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) e do secretário municipal de Governo e Integridade Pública do Rio de Janeiro, Marcelo Calero, e determinou o afastamento da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Larissa Rodrigues Peixoto Dutra como desdobramento da fala do presidente.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE