Memória

Nomeação contestada

Correio Braziliense
postado em 21/12/2021 00:01

A escolha da turismóloga Larissa Peixoto — casada com um dos seguranças de Jair Bolsonaro na campanha presidencial de 2018 — para comandar o Iphan vem sendo contestada desde a sua nomeação. Isso porque ela tem graduação em turismo e não possui qualquer experiência anterior na área de patrimônio histórico. Entidades de arquitetos e urbanistas chegaram a lançar um manifesto para repudiar a indicação por falta de requisitos técnicos para o cargo. Dutra já havia sido impedida de assumir o cargo, mas a liminar também foi cassada quando chegou ao TRF-2.

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE