1.449 ÓBITOS

'Bolsonaro insignificante' é um dos assuntos do momento no Brasil

Afirmação de que o número de crianças mortas durante a pandemia da COVID-19 no Brasil é insignificante deixa as redes sociais revoltadas com o presidente

Estado de Minas
postado em 23/01/2022 18:52
 (crédito: EVARISTO SA / AFP))
(crédito: EVARISTO SA / AFP))

As redes sociais não perdoaram a afirmação feita ontem (22/1) por Jair Bolsonaro (PL) de que o número de crianças mortas em função da Covid-19 no Brasil é insignificante. Ainda hoje, o assunto “Bolsonaro insignificante” está entre os principais assuntos mais comentados do país.


"Se você analisar, 2020, 2021, mesmo na crise do coronavírus, ninguém ouviu dizer que estava precisando de UTI infantil. Não teve. Não tivemos. Eu desconheço criança baixar no hospital. Algumas morreram? Sim, morreram. Lamento profundamente, tá? Mas é um número insignificante e tem que se levar em conta se ela tinha outras comorbidades também", disse Bolsonaro.

Porém, de acordo com a Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI), grupo técnico do Ministério da Saúde, até dezembro de 2021 nada menos que 1.449 crianças já tinham morrido em virtude do coronavírus.

Jair Bolsonaro também voltou a desencorajar a vacinação de crianças, citando supostos efeitos colaterais. "Tem que ser falado o quê por ocasião da vacinação? Quem for aplicar a vacina? Olha, tá aqui teu filho, de 5 anos de idade. Ele pode ter palpitação, dores no peito e falta de ar. Vai ser dito para ele", falou o presidente, mencionando o ofício do Supremo Tribunal Federal (STF) ao Ministério Público pedindo a fiscalização de pais antivacina.

 Confira algumas reações postadas no Twitter:

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE