Eleições 2022

Moro deixa a candidatura para presidência

Uma das possibilidades é que Moro pleiteie uma vaga como vice do nome que for escolhido para a chamada "terceira via"

Tainá Andrade
postado em 31/03/2022 16:34 / atualizado em 01/04/2022 01:34
 (crédito:  Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag..ncia Brasil)
(crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag..ncia Brasil)

Sérgio Moro deixou a pré-candidatura à presidência hoje. A decisão foi uma exigência do secretário-geral do União Brasil, ACM Neto, partido ao qual o ex-juiz ingressou nesta quinta-feira. Uma das possibilidades é que Moro pleiteie uma vaga como vice do nome que for escolhido para a chamada "terceira via". 

Em nota oficial, divulgada nesta tarde, em sua rede social Sérgio Moro esclareceu que o país "precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos". Por esse motivo decidiu mudar de partido e "facilitar" as negociações para uma candidatura única de centro democrático. 

Se classificando como um "soldado da democracia", Moro ainda agradeceu o apoio do Podemos e se colocou à disposição para trabalhar para "recuperar o sonho de um Brasil melhor". A expectativa é que o ex-juiz dispute a candidatura para o Senado Federal ou Câmara dos Deputados. 

Leia a nota na íntegra:

O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única. 

A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE