Braga Netto se filia ao PL

Correio Braziliense
postado em 14/04/2022 00:01

O ex-ministro da Defesa Braga Netto se filiou ao PL em um ato secreto no dia 28 de março. Desde então, está habilitado para assumir a candidatura a vice de Jair Bolsonaro (PL) na campanha do presidente pela reeleição.

A filiação do general ocorreu sem a ciência até mesmo de líderes do PL. A entrada no partido é fruto de uma operação capitaneada por Valdemar Costa Neto e pelo próprio Bolsonaro, que querem formar uma chapa pura nas eleições presidenciais.

Por ser militar e, a princípio, fiel ao projeto bolsonarista, Braga Netto é o nome favorito do presidente para acompanhá-lo na disputa por um novo mandato. A ideia é ter o general como uma espécie de "seguro impeachment" em eventual novo governo, apesar da preferência do Centrão por um nome mais ligado ao mundo político.

Braga Netto deixou a chefia do Ministério da Defesa no último dia 31 para cumprir o prazo de desincompatibilização estabelecido pela lei eleitoral. Para não ficar sem cargo, foi anunciado como assessor especial do gabinete pessoal de Bolsonaro. Se realmente quiser concorrer nas eleições, terá de deixar o novo posto três meses antes do primeiro turno, ou seja, até 2 de julho. Já o prazo para se filiar a um partido político e disputar um cargo eletivo neste ano venceu em 2 de abril. Ou seja, o general seguiu a exigência legal para poder entrar na legenda bolsonarista.

A assessoria de imprensa do PL confirmou a filiação de Braga Netto, mas não pretende emitir nota oficial.

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE