REUNIÃO

Fux e Pacheco se encontram para discutir crise entre os Poderes

Encontro vai acontecer no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (3/5)

Luana Patriolino
postado em 02/05/2022 16:36 / atualizado em 02/05/2022 16:36
 (crédito: Nelson Jr./SCO/STF)
(crédito: Nelson Jr./SCO/STF)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, tem um encontro marcado com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), nesta terça-feira (3/5), para discutir a relação entre os dois Poderes. Os ânimos estão acirrados desde o perdão concedido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ). O Executivo, o Legislativo e o Judiciário estão divididos em relação à condenação do bolsonarista.

A reunião entre Fux e Pacheco deve acontecer no próprio STF. A crise institucional foi agravada em razão da participação do presidente Bolsonaro nos atos do dia 1º de Maio, que tinham, entre as pautas, a defesa de Silveira, o fechamento do Supremo e a intervenção militar.

Pacheco se manifestou sobre as manifestações puxadas por Bolsonaro, chamando os atos de "ilegítimos, antidemocráticos" e "anomalias graves que não cabem em tempo algum". Ontem, os apoiadores de Bolsonaro levantaram faixas e cartazes com pedidos de destituição de ministros do STF e cobranças diretas ao Senado para analisar pedidos de impeachment contra integrantes da Corte.

Ataque às urnas

O presidente do Senado tem mantido contato direto com Fux e com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin. A preocupação é que a propagação de fake news sobre as urnas eletrônicas possa aumentar a tensão entre Bolsonaro e o Judiciário.

O chefe do Executivo faz constantes acusações, sem provas, às máquinas e ao sistema eleitoral do país. O presidente sustenta que as eleições de 2018 foram fraudadas e que a chapa dele teria sido eleita em primeiro turno. Tanto o Senado quanto a Câmara têm trabalhado em conjunto com a Justiça Eleitoral na defesa do sistema e das urnas eletrônicas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE