Solidariedade mira reforma trabalhista

Correio Braziliense
postado em 04/05/2022 00:01

Ao acertar, ontem, o apoio do Solidariedade com a chapa composta pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo ex-governador Geraldo Alckmin, o deputado Paulinho da Força (SP), cacique da legenda, disse que caso o petista vença a corrida presidencial, "resolve" a reforma trabalhista. "Até brinquei com o (o vice-presidente da Câmara) Marcelo Ramos (PSD-AM): 'Esquece esse negócio de reforma trabalhista'. Ganha a eleição, e eu e o Marcelo resolvemos dentro da Câmara em dois meses", garantiu Paulinho. O ato de adesão do Solidariedade, firmado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Paulo, reuniu, entre outros, o ex-presidente, Alckmin e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE