Polêmica

Hang processa vocalista da banda Fresno e pede R$ 100 mil de indenização

O dono da rede varejista Havan entrou com um pedido de indenização após comentário feito por Lucas Silveira no Twitter

Correio Braziliense
postado em 18/05/2022 23:12 / atualizado em 18/05/2022 23:19
 (crédito: Reprodução/Instagram)
(crédito: Reprodução/Instagram)

Luciano Hang, dono da rede de lojas varejistas Havan, processou o vocalista da banda Fresno, Lucas Silveira, por danos morais. O empresário pede indenização de R$ 100 mil após comentário feito pelo músico no Twitter, em que profere mais de um xingamento contra o empresário bolsonarista.

A defesa do “Velho da Havan”, como é popularmente conhecido, argumentou no processo, que corre na Justiça de Santa Catarina, que o empresário foi ofendido publicamente. “O cantor publicou em sua conta pessoal na rede social Twitter xingamentos diretos ao empresário [...] O que, claramente, violou o nome, a honra e a imagem de Luciano perante a sociedade", afirmou a assessoria da Havan ao Portal UOL.

O comentário que motivou o processo foi publicado por Lucas no Twitter. O músico repostou uma notícia do jornal Estadão que fala sobre empresários do varejo pedirem a Bolsonaro ações contra importações da China por pessoa física, uma forma de pressionar o governo diante do aumento de consumo dos brasileiros em sites como Shein, Shoppe e AliExpress. Um dos integrantes do grupo que entrou com o pedido é Luciano Hang.

Ao compartilhar a publicação, Lucas Silveira escreveu: “O @LucianoHang aka (expressão que significa "também conhecido como") 'veio FDP da Havan' é provavelmente o maior paunoku da história desse país”.

Lucas Silveira xinga Luciano Hang em publicação no Twitter. Empresário pede indenização por danos morais
Lucas Silveira xinga Luciano Hang em publicação no Twitter. Empresário pede indenização por danos morais (foto: Reprodução/Twitter)

Personalidades apoiam o vocalista, que se manifesta

O cantor foi apoiado por políticos, como a deputada federal Sâmia Bomfim (PSol-SP) e a vereadora Erika Hilton (PSol-SP). “Toda minha solidariedade ao Lucas, vocalista da banda Fresno, que está sendo processado pelo Luciano Hang, o papagaio de pirata do Bolsonaro, por um tweet que fez nesta rede social”, escreveu Sâmia.

“O Brasil sabe quem é esse caloteiro, Véio da Havan. O cara que ameaçou funcionários de demissão durante a pandemia para que protestassem contra o Lockdown. O "patriota" que dá calote de centenas de milhões de reais em impostos”, disse Erika, ao demonstrar apoio à Lucas. A vereadora ainda relembrou uma reportagem publicada pelo Correio Braziliense em que mostra um documento elaborado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que coloca em dúvida a lisura dos negócios do dono da Havan.

Depois da repercussão, o vocalista da banda de rock voltou à rede social e comentou a notícia sobre o processo de danos morais. "Quer prova maior de que o emo voltou?", escreveu Lucas.

Lucas Silveira é um forte opositor do governo Bolsonaro. Já Hang, é um dos maiores aliados do presidente. O cantor, inclusive, demonstra com frequência repúdio ao atual governo. No show da banda Fresno no Lollapalooza, marcado por manifestações políticas, Lucas puxou um coro de “Fora Bolsonaro”, com a frase ilustrada em um telão ao fundo do palco. Até a foto da capa do Twitter de Silveira é uma foto com a frase contra o chefe do executivo. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE