NOITE DE FESTA

Casamento Lula e Janja: veja os principais detalhes da cerimônia

Celulares proibidos, vestido bordado a mão e entrada do noivo são alguns dos detalhes comentados nas redes sociais

Aline Brito
postado em 20/05/2022 00:31
 (crédito: Ricardo Stuckert)
(crédito: Ricardo Stuckert)

A união do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com a socióloga Rosângela Silva, conhecida como Janja, movimentou a noite de quarta-feira (18/5) — e as redes sociais. O casamento foi um dos assuntos mais comentados do Twitter e despertou curiosidade nos internautas, já que poucos detalhes foram revelados antes da cerimônia ocorrer.

O ponto alto do evento e o que gerou mais comentários, sem dúvidas, foi o vestido da noiva. Janja usou uma peça exclusiva, criada pela estilista Helô Rocha, 41 anos, de quem a noiva é amiga. A designer é queridinha das noivas famosas e produziu looks para Isis Valverde, Preta Gil e Mariana Goldfarb.

Um vestido desenhado por Helô pode custar mais de R$ 250 mil, mas o de Janja foi um presente da estilista gaúcha e de Camila Pedrosa, também designer, para o casal. À base de seda, na cor off-white, a peça foge do padrão de looks de noiva, principalmente, pelos bordados que foram feitos à mão por bordadeiras de Timbaúba dos Batistas, no Rio Grande do Norte. "Muita alegria, felicidade, esperança e amor. Viram o vestido da Janja que lindo? O Rio Grande do Norte marcando presença", disse a governadora do estado nordestino, Fátima Bezerra (PT), ao deixar a festa por volta de meia noite.

Os bordados remetem à cultura nordestina ao apresentar, de forma discreta e delicada, figuras como o cacto. Estrelas, galhos, luas, folhas, pedraria, decote ombro a ombro e mangas bufantes também chamam atenção na peça usada por Janja. “Esse vestido ficou um deslumbre. Simples e encantador”, elogiou uma internauta. “Achei os detalhes da saia do vestido da Janja a coisa mais linda”, comentou outra.

  • Janja ganhou o vestido da estilista Helô Rocha Ricardo Stuckert
  • Detalhes do bordado do vestido de noiva de Janja Reprodução/Instagram

Lembrancinhas e vestidos das daminhas

Além do vestido de Janja, as lembrancinhas da festa e a roupa das daminhas de honra também foram criadas por Helô Rocha e as bordadeiras de Timbaúba dos Batistas. Os convidados ganharam, ao deixarem o evento, um bastidor redondo com um bordado à mão na cor branca, escrito “o amor venceu”. As figuras bordadas seguiram o mesmo design do vestido da noiva, com estrelas.

Já os vestidos das duas daminhas, que foram iguais, seguiram uma linhagem boho-chic, na cor bege/off-white, com babados nos ombros, mangas bufantes, gola mais alta e bordados delicados pelo corpo.

“Muito honrada de ter feito parte desse momento. Obrigada Janja pela confiança, você é incrível!”, agradeceu Helô nas redes sociais, na noite desta quinta-feira.

  • Bordado entregue aos convidados como lembrancinha Reprodução/Instagram
  • Vestido usado pelas daminhas de honra, também desenhado por Helô Rocha Reprodução/Instagram
  • Vestido usado pelas daminhas de honra, também desenhado por Helô Rocha Reprodução/Instagram
  • Casamento Lula e Janja Ricardo Stuckert

Lula entra com o neto

A cerimônia religiosa, conduzida pelo bispo emérito de Blumenau (SC), dom Angélico Sândalo, que conhece Lula desde a década de 1970, também arrancou suspiros. A decoração com lâmpadas vintage, muita folhagem e flores da estação foram protagonistas no Contemporâneo 8076, casa de festas na zona sul de São Paulo.

Casamento Lula e Janja
Casamento Lula e Janja (foto: Ricardo Stuckert)

Lula escolheu usar um terno azul royal, sem gravata e caminhar até o altar acompanhado do neto, já Janja preferiu entrar sozinha e sem marcha nupcial. De acordo com o UOL, ao final da celebração os convidados comemoraram a união do casal com uma salva de palmas e gritos de "olé, olé, olé, olá, Lula”.

A cerimônia e a festa foram no mesmo local, o qual os convidados só ficaram sabendo horas antes do início do evento, por meio de um QR Code impresso no convite físico enviado aos escolhidos para estarem no casamento.

Detalhes que remetem à cultura nordestina

Além do vestido da noiva, outros detalhes da festa levaram os convidados a ter contato com um pouco da cultura nordestina. Lula, que é pernambucano, e Janja optaram por trocar os tradicionais bem-casados por bolo de rolo, um doce típico da terra natal do ex-presidente. Além disso, também foram servidos paçoca e quebra-queixo, outra sobremesa originária da região nordeste.

O bolo, escolhido a dedo por Janja, é outra referência. Com quatro andares, o quitute estampava detalhes de flores de mandacaru e um cacto em forma de palma. De acordo com os convidados, os doces servidos na festa foram decorados com mini cactos.

Carambolas, pitaias, sorvete de paçoca e cocada de forno também foram incluídos no cardápio. Quanto ao buffet, duas ilhas de comida ficaram à disposição dos convidados, com cardápio diverso que incluía carne, frutos do mar e massas. Arroz com carne seca estava entre o menu, prato que surgiu no Nordeste ainda nos primórdios da colonização. Já em relação as bebidas, foram servidos espumante, vinho, whisky, caipirinhas e cerveja.

 

A playlist da festa atendeu a todos os gostos, indo do funk ao samba. O line up do casamento começou com um show da cantora Rogéria Holtz e, logo depois, foi a vez de uma DJ agitar a pista de dança.

Privacidade exigida pelos noivos

Com o intuito de um casamento intimista e sem viés político, Lula e Janja optaram por preservar ao máximo a privacidade. Por isso, os celulares dos convidados foram “confiscados” na entrada da casa de festas.

Assim que chegavam, os convidados recebiam um saquinho branco, com lacre, para guardar o aparelho telefônico. Uma senha também era entregue a cada um, que deveria ser utilizada para ter acesso ao celular no final da festa, quando fossem embora.

Somente o cardiologista Roberto Kalil, médico e amigo do ex-presidente Lula, recebeu aval para permanecer com o aparelho durante a celebração.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE