Casa

Rede em casa alia conforto e estilo

Tradicionais em lares nordestinos, as redes levam aconchego e têm o poder de deixar o ambiente mais charmoso

Ailim Cabral
postado em 06/08/2020 18:45 / atualizado em 13/08/2020 14:02
 (foto: David Bastos/Divulgação)
(foto: David Bastos/Divulgação)

O Dia dos Pais chegou e, com o isolamento social, muitas famílias têm tido a oportunidade de ficar mais tempo juntas. E, para passar mais momentos de qualidade com quem você ama, por que não investir em um cantinho relaxante e confortável?

As redes são uma ótima forma de acrescentar aconchego e acolhimento a qualquer ambiente, seja interno, seja externo. O arquiteto David Bastos ressalta que, muito tradicionais nos lares nordestinos, elas são uma herança indígena brasileira e “nos abraçam”.

David afirma que muitos clientes incluem redários em projetos de casas de campo ou praia, ou mesmo nos jardins do lar. “As pessoas costumam pedir para incluir nas áreas de descanso ou lazer, mas muitos ainda gostam de incluí-la no quarto”.

Para ambientes mais modernos, o arquiteto sugere redes em cores neutras, como branca ou creme. “Se o restante da decoração for branca ou clara, ela até pode ser um ponto de cor, como um azul ou um vermelho. Mas as estampadas ficam melhores em ambientes externos e mais rústicos”, completa.

A arquiteta Juliana Fabrizzi destaca o apelo emocional das redes. “O balanço é relaxante, remete a uma memória afetiva e, até mesmo, às antigas cadeiras de ninar.” Ela acrescenta que, em tecidos mais sofisticados, como seda e modelagens diferentes, a rede pode, sim, fazer parte de uma sala de estar ou visitas de forma harmônica. E os modelos tradicionais, de algodão, macramê e até as com madeira, são encaixes perfeitos para varandas e espaços gourmets.

Saindo do óbvio

Edson Vieira, visual merchandising da Etna, corrobora as considerações dos arquitetos: “São peças perfeitas para tirar a decoração do óbvio e têm como principal vantagem a versatilidade, podem estar em qualquer lugar”. Ele aproveita e dá umas dicas: os ganchos em que a rede ficará suspensa devem ter cerca de três metros de distância entre si e estar instalados a uma altura de 1,90m. Para substituir a cama ou poltronas, o ideal é que esteja próxima a janelas e em um espaço com poucos móveis, com espaço que proporcione o balanço.

Mesclando o relaxamento das redes e uma decoração mais arrojada, surgem os balanços ou poltronas suspensas, que fazem as vezes da rede com um design mais moderno e que pode ser encaixado em qualquer espaço fechado.

Há quem prefira a versão modernizada, outros não abrem mão do design tradicional. Que tal comprar um presente tardio de Dia dos Pais que vai agradar a família toda? E, claro, como na maioria das cidades, em Brasília, é possível passar pelas rodovias ou entradas das quadras e encontrar o tradicional vendedor de redes.

Balanço Mumbai, do Estúdio Franccino (R$ 9.629)

Rede Tambaú Preta, da Etna (R$ 149,90)

Poltrona suspensa Gota por Lattoog, para Dona Flor Mobília (R$ 8.900)

Rede de dormir Ostra Especial Multicor, da Rede de Dormir (R$ 149,90)

Rede Azul e Preta, da Etna (R$ 229,90)

Rede de Descanso Simples Mesclada Caramelo e Cru, do Paraíso da Redes (R$ 97,77)



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação