TV+

Heróis nada convencionais

Séries The Boys e Doom Patrol, que chegam à segunda temporada a partir da próxima sexta-feira, questionam a fórmula tradicional do gênero com humor e se livrando de estereótipos

Adriana Izel
postado em 27/08/2020 17:34 / atualizado em 27/08/2020 17:34
 (foto: Annette Brown/Warner Bros. Entertainment Inc.)
(foto: Annette Brown/Warner Bros. Entertainment Inc.)

No dicionário, a palavra herói tem alguns significados. Entre eles, o de ser um termo atribuído “ao ser humano que executa ações excepcionais, com coragem e bravura, com o intuito de solucionar situações críticas, tendo como base princípios morais e éticos”. Mas é fugindo um pouco desse conceito que séries como The Boys, da Amazon Prime Vídeo, e Doom Patrol, da HBO, retratam personagens com superpoderes, que fogem dos estereótipos heroicos, apesar de serem obras baseadas em quadrinhos.

Mesmo que as abordagens das produções sejam diferentes, nos dois a intenção é questionar a fórmula tradicional dos filmes e das séries do gênero. Ambos apostam principalmente no humor ácido e satírico, além da humanização e até demonização dos personagens, mostrando que tanto mocinhos podem ser maus, quanto vilões podem ter um pé na bondade. Sucesso entre o público por conta desse novo formato, as duas produções chegam às segundas temporadas, que estreiam, ambas, em 4 de setembro nas respectivas plataformas.

Lançada em julho do ano passado, The Boys é uma série sobre um grupo de heróis — os Sete liderados por Homelander (Antony Starr) — que, apesar de ser idolatrado, tem um lado oculto repleto de podres, incluindo o sangue de inocentes. Os segredos do time ficam à prova quando Billy Butcher (Karl Urban) e Hughie Campbell (Jack Quaid), dois personagens que viram pessoas queridas perderem a vida pelas mãos dos “heróis”, resolvem se vingar e expor a equipe.

Considerado um dos grandes hits da Amazon Prime Vídeo, a segunda temporada estreia sob grandes expectativas. Tanto pela boa repercussão da primeira temporada, quanto pela avaliação altíssima da série antes mesmo do lançamento. No site Rotten Tomatoes, que reúne críticas antecipadas (a mídia mundial teve acesso aos oito episódios antes do público), a sequência tem avaliação de 94%.

A segunda temporada está ambientada logo em sequência dos acontecimentos do final da primeira, com o time encabeçado por Butcher e Hughie, os The Boys foragidos, tanto da Justiça, quanto de Homelander e da Vought, empresa responsável pelos Sete. O grupo precisa se ajustar sem a presença de Butcher, que desaparece após descobrir a verdade sobre o paradeiro da esposa. Já no universo dos Sete, Homelander faz de tudo para se manter no comando, só que tem a liderança ameaçada com a chegada de uma nova integrante, Stormfront (Aya Cash), que assume a vaga de Translucent (Alex Hassell), morto na temporada passada.

A sequência mantém o alto nível da primeira, que surpreendeu com a mistura de sátira ao mundo dos heróis, uma violência à la Quentin Tarantino e um ritmo que leva o espectador a querer assistir aos próximos desdobramentos. A segunda temporada é composta por oito episódios. Os três primeiros serão disponibilizados juntos a partir da próxima sexta-feira. Depois, os capítulos chegam à plataforma semanalmente até o encerramento em 9 de outubro.

Time de desajustados

Diferentemente dos heróis de The Boys que formam os Sete que sonharam em se tornar essas figuras poderosas, em Doom Patrol, a Patrulha do Destino é composta por uma equipe de pessoas com superpoderes, que os conquistaram de forma trágica após sofrerem acidentes terríveis na vida. O time é reunido por Niles Caulder, o Chefe (Timothy Dalton), uma espécie de mentor desses heróis desajustados.

Na primeira temporada, o espectador foi apresentado aos integrantes: Cliff Steele (Brendan Fraser), o Robotman; Larry Trainor, o Negative Man (Matt Bomer); Rita Farr, a Elasti-Woman (April Bowlbly); Crazy Jane (Diane Guerrero); e Cyborg (Joivan Wade). Ao longo da série, o grupo, que pelas habilidades e aparências nada convencionais é excluído da sociedade, investiga esquisitices do mundo e combate crimes bizarros.

Na sequência, os membros da Patrulha do Destino terão que se superar após a derrota de Mr. Nobody (Alan Tudyk), que os colocou preso na pista de carros de corrida de Cliff. Cada integrante será desafiado a superar os próprios traumas, enquanto ainda precisa proteger a nova integrante do time, Dorothy Spinner (Abigail Shapiro).

Confira a crítica sem spoilers de The Boys e acompanhe a cobertura semanal da série em https://blogs.correiobraziliense.com.br/proximocapitulo/.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação