Vitrine

Viajando sem sair de casa

O Dia das Crianças está chegando. Que tal presenteá-las com um ótimo entretenimento para toda família: livros?

Ailim Cabral
postado em 24/09/2020 17:35

Se distrair os adultos não é fácil durante a pandemia, quando se trata de adolescentes e crianças, então, a tarefa se torna ainda mais desafiadora. Que tal aproveitar para presentear com livros — passaportes para outros mundos e que permitem viajar sem sair de casa?

Segundo Maria Bruno Chaves, responsável pelo desenvolvimento do material didático de Língua Pátria do Kumon e especialista em literatura infantojuvenil, uma das principais dicas é aproveitar o tempo livre para deixar o momento da leitura prazeroso para todos. “É possível associá-lo a outras atividades da rotina, como ler antes de dormir ou inventar uma brincadeira a partir da história lida.”

A leitura estimula a imaginação e torna a mente mais flexível. O contato com boas histórias ativa áreas do córtex motor, sensorial e frontal — regiões cerebrais fundamentais para assimilação de novas informações e para a construção de vínculos. “A atividade também pode contribuir para um sono mais tranquilo. Com o contato seguro e afetivo entre pais e filhos, os pequenos se sentem acolhidos para mergulharem no universo da fantasia e do sonho”, acrescenta Maria.

Carla Tossato, coordenadora educacional da Área de Projetos da Rede Marista de Educação Básica, ressalta a importância de estimular o hábito não só nos mais jovens, mas, também, nos adolescentes. A leitura, na fase de descobertas e formação de opiniões, torna-se um recurso de compreensão de perspectivas, desejos e projetos de vida.

“Os alunos que deixam a leitura entrar na sua rotina desenvolvem percepções e acessam memórias, repertórios, histórias e personagens que contribuem para a escrita em vestibulares, concursos e, principalmente, na vida”, completa Carla.

Aproveite as nossas sugestões e estimule o hábito da leitura em seus filhos, irmãos, sobrinhos, afilhados e crianças que ama.


Diário de uma garota nada popular: histórias de uma amizade nem um pouco sincera, da Ed. Verus (R$ 44,90)

Livro personalizável Mulher Maravilha: a vingança da Mulher-Leopardo, da Dentro da História (R$ 69,90)

Coleção Abremente Desafios, da Catapulta Editores. Livros com desafios que estimulam o raciocínio e aprendizado de crianças entre 3 e 11 anos (R$ 34,90)

Ver, tocar, sentir, da Catapulta Editores (R$ 64,90)


Baleia na banheira, da Companhia das Letrinhas, na Livraria da Vila (R$ 31,92)

Não é uma caixa, mamãe!, da Catapulta Editores (R$ 39,90)

Livro personalizável Batman: uma dupla em ação, da Dentro da História (R$ 69,90)


Desventuras de um garoto nada comum 3: os mestres da maracutaia, da Ed. Verus (R$ 44,90)

Meu diário rebelde, da Ciranda Cultural, na Livraria da Vila (R$ 20,94)

Sono, da Saíra Editorial, na Amazon (R$ 19,90)

Bateia, da Saíra Editorial, na Amazon (R$ 16)


Livro personalizável Super-Homem: uma visita a Metrópolis, da Dentro da História (R$ 69,90)

Dave: o monstro solitário, Ed. Paz & Terra, do Grupo Editorial Record (R$ 59,90)

A semente da compaixão, pelo Selo Caminho Suave, do Grupo Editorial Edipro, na Amazon (R$ 41,90)

Amor de cabelo, Ed. Galerinha, do Grupo Editorial Record (R$ 49,90)

 

Dicas preciosas

Confira algumas sugestões para que o momento seja apreciado por jovens e crianças
Procure títulos de interesse da criança.
Faça a mediação da leitura, compartilhe opiniões e impressões.
Dê o exemplo, leia com seu filho, mesmo que cada um esteja concentrado no próprio livro.
Na fase da primeira infância, invista em livros com ilustrações grandes e divertidas.
Incentive o manuseio dos livros.
Para as crianças que estão aprendendo a ler, prefira histórias que estimulam a imaginação, mas com situações simples, que tenham início, meio e fim. Elas incentivam a organização do pensamento lógico.
Para crianças que dominam a leitura, imagens ou figuras tornam-se menos importantes. Títulos com mistério, suspense, contos e crônicas são opções ideais, pois trazem reflexões e aumentam a concentração.
Não associe a leitura a imposição ou castigo. É importante que crianças e adolescentes entendam a atividade como algo prazeroso, um lazer.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação