Casa

Cada coisa em seu lugar!

A organização é uma aliada da rotina diária. Confira dicas de como manter o lar sempre arrumado

Tayanne Silva*
postado em 15/10/2020 17:55 / atualizado em 15/10/2020 17:58
 (crédito: Maura Mello / Projeto Dantas & Passos Arquitetura)
(crédito: Maura Mello / Projeto Dantas & Passos Arquitetura)

Manter a casa organizada traz vários benefícios, não só estéticos, mas para a vida dos moradores. Ao se organizar, é possível aproveitar o tempo com outras tarefas prazerosas. “Um ambiente desorganizado pode até causar doenças físicas, como problemas respiratórios. Além disso, pode ser sinal de ansiedade e depressão”, acredita a arquiteta Paula Passos.

A desordem atrapalha até tarefas simples do dia a dia, como pagar as contas ou achar as chaves do carro. “Manter uma rotina diária organizada depende de hábitos que reforcem essa tarefa. No começo, pode parecer difícil e complicado, mas, depois que entra na rotina, fica tudo no automático”, afirma.

Para a arquiteta Júlia Guadix, à frente do escritório Liv’n Arquitetura, a casa deve ser um lugar aconchegante para os moradores e oferecer possibilidade de mudança nos espaços. “Nós mudamos, assim como nossas necessidades, e nossa casa precisa acompanhar.”

As cores também podem ajudar na arrumação do ambiente, ao delimitar espaços, mas é preciso levar em consideração a sensação que cada uma traz. “Um tom muito vibrante, muitos tons misturados ou até uma obra de arte que tenha muita informação pode trazer uma inquietação”, explica Júlia. “No hall de entrada, é possível criar um cubo de cores para especificar aquele local. No quarto que não tenha cabeceira, é legal fazer uma pintura em cima da cama, pois a cor em planos nos ajuda a agrupar os elementos que estão à frente dela”, exemplifica.

Uma decoração com muitos objetos tende a passar uma sensação de desorganização. “Quanto menos elementos, mais fácil manter a casa organizada. Além disso, devem ficar agrupados de maneira que façam sentido juntos”, expõe Júlia. “Por exemplo, em um aparador com muitas velas, o ideal é colocá-las em uma bandeja, fazendo uma composição, e não deixá-las espalhadas.”

Layla Pandolpho, 33 anos, sempre foi uma pessoa organizada. “Fui criada num ambiente arrumado, meus pais me cobravam isso. Eu brincava e depois guardava tudo”, lembra. Tanto que se tornou personal organizer. Ela acredita que organização traz muitos benefícios, inclusive economia de tempo e dinheiro. “Evita desperdícios. A dica é avaliar os itens, separar o que vai ser doado, vendido, descartado e permanecer com aquilo que é importante para você.”

Confira dicas de especialistas para deixar cozinha, banheiro e quarto organizados.

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

Na cozinha

 (crédito: Renata Samarco / Divulgação)
crédito: Renata Samarco / Divulgação

Para ter uma cozinha organizada, é preciso definir o que realmente é usado no dia a dia e separar dos itens que são utilizados poucas vezes ao ano. Os objetos muito usados devem ser guardados em locais de fácil acesso, enquanto os outros podem ficar nas prateleiras mais altas.

Olhe gaveta por gaveta, porta por porta, retire potes que perderam as tampas, objetos danificados, descarte alimentos vencidos.

Procure uma boa localização na distribuição dos itens de forma a ter uma boa visualização de tudo — principalmente na hora de armazenar mantimentos que têm prazo de validade.

De acordo com o espaço disponível e com a altura das prateleiras, você pode optar por guardar os objetos de duas formas. A primeira é reunindo grupos de uso, tipo copos com copos, pratos com pratos, panelas com panelas etc. A segunda, por mais ou menos uso diário. É possível testar e avaliar as duas maneiras e ver qual se adapta melhor à sua rotina.

Use cestos plásticos e gavetas para organizar objetos menores. Gavetas com menor altura podem receber talheres, jogos americanos, utensílios para cozinhar e pequenos acessórios do dia a dia. Gavetões mais profundos são bons para organizar panelas e tampas. Assim, é só puxá-los e procurar tudo olhando de cima, sem precisar se agachar.

Itens mais delicados ou pesados devem ser organizados em prateleiras fixas — à altura dos olhos para as peças do dia a dia.

As prateleiras devem ser dimensionadas para pilhas de 16 a 20 pratos no máximo. Prefira vãos menores, nem que isso signifique mais prateleiras. As pilhas muito altas podem trincar os pratos com o peso, além de ficarem difíceis de manusear. Não empilhe mais do que quatro travessas.

Itens como panelas, potes e tigelas que têm vários tamanhos podem ser guardados um dentro do outro. Os copos devem ficar de cabeça para baixo, para não juntar pó dentro, e em fileiras, sempre deixando um de cada modelo à frente. Canecas e xícaras podem ser penduradas em ganchinhos pela asa, embaixo das prateleiras.

Varões e ganchos na parede podem receber panelas menores, medidores, escumadeiras, colheres de pau, etc. Placas perfuradas em uma das paredes também podem ganhar ganchos para aventais, luvas e panos de prato.

Prateleiras e nichos sem portas ajudam a organizar objetos de cozinha mais decorativos e podem ficar expostos.

É interessante ter um armário dedicado aos eletrodomésticos. Deixe nas bancadas apenas o que é usado com frequência, como cafeteiras e torradeiras. Bandejas podem organizar temperos em potinhos de vidro de forma charmosa e prática.

Fonte: Arquiteta Paula Passos, da Dantas & Passos Arquitetura

No quarto

 (crédito: Renata Samarco / Divulgação)
crédito: Renata Samarco / Divulgação

A ideia de ter à mostra apenas o que vamos de fato usar é fundamental para qualquer ambiente de casa. Sobre a mesa de cabeceira deve estar, por exemplo, o livro que você está lendo — aqueles que pretende ler um dia, devem ficar dentro da gaveta. É um local de muita importância: é o que será usado ao acordar e antes de dormir.

Quando não se consegue fazer uma sapateira dentro do armário, há opções como gavetões embaixo da cama. As sapateiras penduradas atrás da porta podem criam confusão visual. A alternativa nesse caso é usar móveis mais baixos, criar bancos com sapateiras ou até pensar em guardar os sapatos na lavanderia — assim, evita-se andar em casa com o calçado da rua.

Aprender a dobrar e delimitar o espaço é essencial. O principal aspecto a ser pensado na organização é fazer uma seleção das peças que você mais usa e depois categorizá-las. Separar um espaço para as blusas regatas, as de manga, as roupas de frio, uma gaveta para roupa íntima, outra para roupa de ginástica etc. É fundamental que você tenha tudo agrupado para facilitar no dia a dia. Organizar por cor deixa tudo ainda mais fácil, além de melhorar o efeito visual.

É interessante padronizar os cabides.

O ideal é dobrar as peças de maneira quadrada.

Prateleiras e nichos são bem versáteis para organizar livros, cadernos, objetos e caixas organizadoras. Podem ficar até acima da cabeceira da cama, que não tem circulação.

Procure móveis multifuncionais que possam trazer algum espaço extra para guardar e organizar, como pufes baú, que podem estar no pé da cama, mesinhas laterais de cabeceira, camas com gavetas ou baús para guardar cobertores.

Fontes: Arquitetas Paula Passos, da Dantas & Passos Arquitetura, Júlia Guadix, do escritório Liv’n Arquitetura

No banheiro

 (crédito: Renata Samarco / Divulgação)
crédito: Renata Samarco / Divulgação

Uma maneira simples de ganhar espaço é aproveitar a parede com nichos e prateleiras. Uma dica simples e barata é usar um cesto organizador com ventosa para liberar espaço na bancada. Você pode colocar aí cremes, itens de higiene bucal, pote de algodão e outros produtos de uso mais frequente. Se o banheiro for compartilhado por mais de uma pessoa, dá para usar um organizador para cada um.

Para deixar o box organizado, utilize um porta-xampu. Se o seu banheiro for pequeno, escolha um modelo de quina, para otimizar espaço, e com furinhos, para deixar a água passar e evitar mofo e bolor. Escolha os modelos com ventosas, que são mais fáceis de instalar.

Fonte: Leroy Merlin, loja de materiais de construção.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação