Casa

Passagem valorizada

Os corredores, mesmo os pequenos, podem se tornar um cantinho charmoso da casa

Ailim Cabral
postado em 06/11/2020 21:36
 (crédito: Korman/Divulgação)
(crédito: Korman/Divulgação)

Existem alguns cantinhos da casa que podem acabar esquecidos durante a decoração, mas, se bem aproveitados, tornam-se espaços que embelezam ainda mais o lar. Os corredores são um bom exemplo. Muitas vezes subestimados, quando otimizados, podem ser a solução ideal para deixar lares pequenos mais funcionais.

A arquiteta Guta Louro garante que até os corredores mais estreitos podem ser transformados em um ponto alto da decoração. “Só utilizar uma cor forte, e diferente das demais, na parede posterior já proporciona um ar de sofisticação. Adicione uma luminária com design diferenciado, algo divertido, um espelho, e o pequeno corredor já se transforma”, sugere.

Carina e Ieda Korman, da Korman Arquitetura, também indicam cores e texturas impactantes para dar mais personalidade ao corredor. Carina sugere a monocromia, escolhendo um tom para as paredes laterais e outro para o teto e a parede de fundo.

“O destaque da parede — ou porta — de fundo causa um impacto visual, ao passo que a cor diferenciada, no teto, dá a impressão de que o pé-direito é mais elevado”, ensina. Papéis de parede e revestimentos tridimensionais também são alternativas para criar efeitos semelhantes.

Para os corredores menores, os espelhos ajudam a aumentar a sensação de amplitude e também são aliados para melhorar a luz do espaço. Ieda ressalta a importância de um projeto de iluminação bem-feito para o sucesso da decoração.

Quando ele é destinado à disposição de obras de arte, sejam quadros, sejam objetos decorativos, como pequenas esculturas, o ideal é que existam pontos de luz ressaltando e valorizando adereços.

Quem gosta de luminárias pendentes também precisa considerar os pontos de luz, evitando que lâmpada pendurada não acabe criando cantos escuros, causando a impressão de que o corredor é menor.

Guta ressalta a importância de ter atenção com as dimensões do corredor na hora de escolher os itens de decoração. A passagem mínima, sem obstruções, deve ter pelo menos 90cm de largura e, para manter essa medida em corredores estreitos, o ideal é investir na decoração rente às paredes.

Ieda sugere a criação de um espaço que valorize a família. O formato do corredor favorece a criação de uma linha do tempo familiar, por exemplo. Fotos de etapas da vida, viagens e momentos marcantes podem transformá-lo em um espaço decorativo e, ao mesmo tempo, com valor sentimental para os moradores.

Nesses casos, assim como para obras de arte, é importante usar iluminação para valorizar a exposição das imagens e não deixá-las apagadas em um corredor escuro.

Um pouco mais de espaço
Em corredores menos estreitos, é possível ousar um pouco mais e transformá-los em um ambiente funcional. Ieda ressalta que nichos, espaços destinados a armários ou mesmo um recuo na parede podem se transformar em bibliotecas e até um cantinho de home office.

Prateleiras recuadas e pequenas mesas retráteis podem fazer toda a diferença e o corredor vira um ambiente de trabalho personalizado. Móveis planejados e feitos sob medida permitem que seja feita a otimização do espaço, evitando o aspecto entulhado.

Outra função que também pode ser atribuída aos corredores é a de adega. “As pessoas, às vezes, preferem manter os vinhos em um lugar mais reservado da casa. A falta de luz solar também deixa os corredores mais propícios para as adegas”, ressalta Ieda.

Guta afirma que os corredores maiores são a chance de fazer algo um pouco mais criativo e, assim como Ieda e Carina, aponta os painéis de madeira, sejam eles com prateleiras ou armários fechados, como uma forma de otimizar esse espaço.

Móveis como aparadores com abajures e bandejas para as correspondências da família são opções para dar uma função ao corredor. Tapetes coloridos no estilo passadeira também são sugestões de Guta, uma vez que criam contrastes com as paredes.

 

 

Dicas preciosas

* Em corredores estreitos e sem iluminação natural, o ideal é investir em cores claras, que dão a sensação de amplitude ao ambiente.
* Os mais largos ou com luz natural permitem um pouco mais de ousadia, e as cores podem variar do claro ao escuro, a depender do efeito desejado na decoração.
* Para alargar, pinte as paredes laterais em tons mais claros que o piso e o teto; para estreitar, faça o oposto. E, para ampliar, mantenha todas em tom mais claro.

Fonte: Guta Louro, arquiteta

 

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação