Cosméticos revendidos fracionados permitem economia e acesso a produtos caros

Comprar produtos caros fracionados é uma opção para quem não quer arriscar a usar um xampu importado, por exemplo, que pode não surtir o efeito desejado

Ailim Cabral
postado em 17/01/2021 17:01
 (crédito: Arquivo Pessoal)
(crédito: Arquivo Pessoal)

 

Quem nunca passou pela experiência de economizar para comprar aquele xampu dos sonhos, mas caríssimo, somente para se decepcionar com o efeito do produto nos próprios fios? Muitas vezes, aquele cosmético com efeito positivo em milhares de pessoas acaba não funcionando como o esperado na sua estrutura capilar. E, após não curtir o efeito, vem a dúvida sobre o que fazer com o restante do produto, que, apesar de bom (e caro), não cumpriu o efeito desejado.

Mesmo diante dessa situação, vem à mente os aficionadas em cosméticos insistem: “Mas seria ótimo experimentar esse xampu ou máscara e ver se vai dar certo”.

Foi esse raciocínio que levou a brasiliense Marianna Vasconcelos a criar a empresa Fracionados da Mari e a soteropolitana Michele Vieira a criar o site Mi Share Fracionados. As duas encontraram nos fracionados a base de seus negócios após sentirem a mesma necessidade que as atuais clientes.

Marianna encontrou inspiração em uma amiga, que sempre comprava máscaras capilares, usava uma ou duas vezes e ficava cheia de produtos parados, que não davam certo em seus fios. Foi aí que ela descobriu uma empresa de fracionados, que vendia as melhores marcas, nacionais e internacionais, separadas em frascos menores e, por isso, a preços mais acessíveis.

Sempre amei produtos de cabelo, mas deixava de comprar vários, por não querer gastar uma fortuna sem nunca ter experimentado. Querendo cuidar do meu cabelo, conheci uma empresa de fracionados como cliente e tive o estalo”, lembra Marianna.

Depois de muita preparação e pesquisa, Marianna ressalta as vantagens dos cosméticos fracionados. Além da possibilidade de experimentar em doses menores e mais em conta antes de investir em frascos grandes, a empresária explica que, muitas vezes, não é necessário passar meses usando uma máscara de reconstrução, por exemplo. “Existem tratamentos que, com um dois usos, resolvem o problema do cabelo e deixam de fazer tanto efeito”, explica.

Marianna comenta, ainda, que se sente realizada quando uma cliente que jamais teria condições de pagar linhas de tratamento, que podem sair a mais de R$ 1.000, conseguem usufruir do serviço de luxo por cerca de R$ 50, pois compram o suficiente para algumas semanas, que, muitas vezes, são o bastante para a recuperação dos fios. “Isso também facilita o cronograma, você pode gastar um terço do que gastaria em uma máscara e consegue comprar três produtos com funções diferentes”, comenta.

O caminho de Michele foi semelhante ao da brasiliense. Com o desejo de empreender em uma área que a agradasse e trouxesse prazer no trabalho, enxergou na sua paixão pelos cosméticos capilares uma oportunidade de negócio.

“Sempre fui viciada em produtos para cabelo e tinha aquele banheiro lotado de coisa. Algumas não davam certo e ficavam ali, juntando poeira. Eu sempre pensava em como seria bom poder experimentar antes de comprar uma quantidade maior. Ao perceber que muitas mulheres deveriam pensar o mesmo, acabei abrindo a empresa”, lembra Michele.

Ela conta que muitas pessoas procuram os fracionados apenas como teste antes de comprar o frasco inteiro. Mas acabam virando clientes fixos quando percebem que, além de economizar bastante, conseguem experimentar, fazer revezamento de xampu, que é o recomendado para a saúde dos fios, e ter mais variedade.

Como funciona?

Marianna e Michele montam os produtos em ambientes esterilizados, onde as porções são pesadas e enfrascadas com luvas e espátulas apropriadas para a manipulação. “Se você toca o cosmético, ele começa a oxidar e perde o efeito no cabelo”, ensina Marianna.

Pela mesma razão, a empresária prefere embalagens com bisnagas, assim, os clientes também vão ter contato com as máscaras só na hora de usar, aumentando a eficácia e a vida útil dos cosméticos.

Michele acrescenta que, durante a pandemia, os cuidados com a esterilização da área de produção ficaram ainda mais intensos e necessários. Além disso, com o intuito de oferecer mais credibilidade aos fracionados, a empresária acrescenta a quantidade em mililitros, validade e lote dos cosméticos, assim como nas embalagens originais.

A criadora da Mi Share Fracionados recomenda, ainda, que, na hora de investir nos produtos as pessoas façam pesquisas nas redes sociais das empresas, leiam feedbacks de outros clientes e façam buscas em sites de reclamação de consumidores.

Michele e Marianna também garantem a qualidade de seus fracionados ao comprar apenas de fornecedores confiáveis, principalmente, quando se trata de produtos importados e de valores mais altos de mercado.

Consultoria capilar

A venda de fracionados tem outra particularidade, pela familiaridade com a função de cada tipo de xampu, condicionador, máscara ou tratamento. Quem vende costuma também fazer indicações de produtos a depender da necessidade capilar relatada pela cliente. A forma correta de aplicar cada tratamento também é ensinada.

A estudante Rebeca Messalla, 32 anos, conheceu os fracionados em 2020 e afirma que os produtos “resolveram os problemas da minha vida”. Apaixonada por cuidados com os fios, Rebeca, frequentemente, se frustrava com os produtos profissionais que usava.

Com um cabelo que se adapta muito fácil aos produtos, em poucas semanas, Rebeca sentia que os tratamentos perdiam a qualidade e a intensidade. O resultado: diversas embalagens abertas e produtos perdidos.

Como sua estrutura capilar pede por variedade com mais frequência, Rebeca encontrou nos fracionados uma solução que é benéfica para os fios, para o bolso e para o meio ambiente, uma vez que o descarte de produtos diminuiu consideravelmente.

“Compro em pouca quantidade e não tem mais desperdício de nenhum produto, que era o que mais acontecia comigo. Nesse processo também consegui descobrir uma máscara excelente e vou investir no pote original”, comenta.

Os produtos preferidos de Rebeca são alguns que ela conheceu por meio da consultoria de Marianna - acidificantes anti-frizz e óleos capilares são os queridinhos da estudante. As máscaras de hidratação também fazem parte da rotina. Por fazer o tratamento a cada 15 dias, consegue experimentar novos produtos a cada 45 dias e afirma que não se vê abrindo mão dos fracionados.

A legislação

A venda de cosméticos e produtos de higiene pessoal fracionados é permitida e regulamentada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A agência determina que algumas diretrizes sejam seguidas, tais como rótulo, informação da empresa fracionadora, data de validade e do fracionamento. Além dos cuidados com a esterilização do ambiente onde ocorre o fracionamento, evitando que ocorra qualquer tipo de contaminação.

Os preferidos de Rebeca


Fracionados da Mari
Produtos Mi Share Fracionados

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE