Beleza

Skincare e foco em simplicidade são prioridades na beleza

Confira dicas que podem dar mais destaque à qualidade de vida e ao corpo

Ailim Cabral
postado em 31/01/2021 14:00
 (crédito: Caio Gomez/CB/D.A Press)
(crédito: Caio Gomez/CB/D.A Press)

 

O isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus e o uso de máscaras mudaram os hábitos de beleza das pessoas ao redor do mundo. O aspecto mais natural, movimento que já se destacava nos últimos anos, assumiu protagonismo.

A pele bem cuidada e saudável se tornou ainda mais importante e, segundo a plataforma de tendências e inspirações Pinterest, buscas relacionadas ao tema tiveram aumento significativo. Termos como “pele brilhante naturalmente” e “skin care caseiro” dispararam nas pesquisas.

O foco do consumidor em simplicidade e sustentabilidade favorece os produtos que priorizaram a saúde da pele e as fórmulas com cada vez menos ativos sintéticos. A dermatologista e coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Ediléia Bagatin, explica que não é possível caracterizar produtos de skincare como 100% livres de químicos, uma vez que todos precisam de algum tipo de conservante e que, mesmo as substâncias derivadas de plantas e extratos naturais, passam por processos químicos.

A dermatologista explica que o foco deve ser na busca por produtos que, apesar da química comum a todos, priorizem os ativos derivados da natureza em detrimento dos sintéticos.

Patricia Silveira, dermatologista da SBD e especialista em cosmetologia natural da Weleda, explica que os extratos naturais costumam combinar a ação antioxidante, que previne o envelhecimento da pele, com ação anti-inflamatória. Quando acrescidos de óleos e manteigas vegetais, de girassol, amêndoa doce e karité e cacau, por exemplo, os produtos à base de extratos de calêndula, alecrim e da flor amor-perfeito, recebem, também, propriedades de cicatrização, regeneração e proteção da pele.

Os três passos essenciais

A simplicidade que o consumidor busca também se reflete na diminuição da quantidade de produtos usados. Seja na simplificação da rotina de cuidados ou mesmo na escolha dos multifuncionais, por exemplo.

Segundo Ediléia, o exagero nos tipos de produtos pode, inclusive, acarretar mais problemas do que benefícios. “Muitas vezes, a mistura de cremes tem um efeito contrário ao desejado e pode causar reações na pele”.

Antes de montar a rotina de skincare, as especialistas são unânimes quanto à importância de conhecer as necessidades da própria pele. “É necessário perceber o que seu rosto gosta, o que faz bem. Peles mais oleosas pedem mais leveza, como tônicos, já as mais grossas e manchadas precisam de renovação celular; as secas, pedem hidratação”, ensina Patrícia.

A visita ao dermatologista pode ajudar quem ainda não conhece bem as necessidades e particularidades da própria pele. Uma vez identificado o tipo de pele, uma rotina de três passos pode ser o bastante para manter o rosto saudável e bonito.

Patrícia e Ediléia resumem as três etapas: limpeza, hidratação e proteção. Simples, as etapas precisam ser adaptadas ao tipo de pele. A limpeza da pele oleosa pede produtos mais adstringentes, já as peles sensíveis e secas precisam de suavidade.

O segundo ponto é a hidratação, necessária em todos os tipos de pele. A pele pode ser oleosa e ainda estar desidratada, nesses casos é importante investir em hidratantes mais leves, como séruns e loções. Eles penetram a pele e se ligam às moléculas de água, evitando que o corpo sofra a perda dessa água.

Já os hidratantes para peles mais secas são mais gordurosos, como os cremes, e formam um filme na superfície da pele, que evita a perda de água da pele para o ambiente.

O terceiro e último passo da rotina básica de skincare é a proteção. Ediléia ressalta que 85% do envelhecimento da pele é causado pela exposição excessiva ao sol. “Além do perigo do câncer causado pela radiação solar, ocorre a desidratação da pele, a descamação e a inflamação”, completa.

O protetor solar é, então, um dos passos indispensáveis para o bem-estar da pele, seja no caso da saúde do maior órgão do corpo, ou no que diz respeito à beleza da pele de forma geral.

 

  • Day Serum, da Jeunesse (R$ 204,40)
    Day Serum, da Jeunesse (R$ 204,40) Foto: Jeunesse/Divulgação
  • Loção Hidratante Facial Tea Tree, da The Body Shop (R$ 69,90)
    Loção Hidratante Facial Tea Tree, da The Body Shop (R$ 69,90) Foto: The Body Shop/Divulgação
  • Balm CB2, da Simple Organic (R$ 135)
    Balm CB2, da Simple Organic (R$ 135) Foto: Simple Organic/Divulgação
  • Sérum Hidratante, da Principia (R$ 49)
    Sérum Hidratante, da Principia (R$ 49) Foto: Lia Cintra
  • Hidratante facial Skin Defence FPS 50, da The Body Shop (R$ 142,90)
    Hidratante facial Skin Defence FPS 50, da The Body Shop (R$ 142,90) Foto: The Body Shop/Divulgação
  • Creme Facial Dia com Filtro Solar Renovare Accolade, da Avon Care (R$ 16,99)
    Creme Facial Dia com Filtro Solar Renovare Accolade, da Avon Care (R$ 16,99) Foto: Avon/Divulgação
  • Óleo Essencial Cedarwood, da Young Living Essential Oils (R$ 45)
    Óleo Essencial Cedarwood, da Young Living Essential Oils (R$ 45) Foto: Young Living/Divulgação
  • Gel Creme Facial Firmador Ácido Hialurônico Botik, de O Boticário (R$ 119,90)
    Gel Creme Facial Firmador Ácido Hialurônico Botik, de O Boticário (R$ 119,90) Foto: O Boticário/Divulgação
  • Skin Food Clássico, da Weleda (R$ 42,90 — 30ml e R$ 80,90 — 75ml)
    Skin Food Clássico, da Weleda (R$ 42,90 — 30ml e R$ 80,90 — 75ml) Foto: Weleda/Divulgação
  • Skin Food Light, da Weleda (R$ 42,90 — 30ml e R$ 80,90 — 75ml)
    Skin Food Light, da Weleda (R$ 42,90 — 30ml e R$ 80,90 — 75ml) Foto: Weleda/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE