Casa

Cultivando beleza: cactos e suculentas ganham espaço no isolamento

Fáceis de cuidar, as suculentas são uma excelente opção para ficar mais perto da natureza e levar charme ao lar

Tayanne Silva*
postado em 21/02/2021 08:00 / atualizado em 23/02/2021 14:59
Charmoso mix de cactos e suculentas sugerido pela Liv’n Arquitetura -  (crédito: Guilherme Pucci/Divulgação)
Charmoso mix de cactos e suculentas sugerido pela Liv’n Arquitetura - (crédito: Guilherme Pucci/Divulgação)

Plantas deixam o ambiente mais aconchegante e bonito, e algumas espécies dão um toque ainda mais especial. Para aqueles que querem praticidade e não têm tempo para cuidar delas, cactos e suculentas são as melhores escolhas. “A rega é moderada e elas se adaptam bem em qualquer estação do ano e em qualquer lugar”, justifica a arquiteta Flávia Nobre, do escritório Meet Arquitetura.

“As suculentas trazem delicadeza, com as folhas desenhadas em forma de gotas e em tonalidades leves. Os cactos levam um ar mais forte e impõem uma personalidade ao ambiente”, acrescenta. Ela explica que os cactos são uma família dentro do grupo da suculenta, ou seja, todo cacto é uma suculenta, mas nem toda suculenta é um cacto.

Nesta proposta da Meet Arquitetura, várias espécies dividem o mesmo vaso
Nesta proposta da Meet Arquitetura, várias espécies dividem o mesmo vaso (foto: Gustavo Awad/Divulgação)

A principal característica do cacto e que ele não tem folhas e o caule é mais gordinho. “As suculentas gostam de bastante luz, porém, não a luz solar direta. E gostam de pouca água”, detalha Júlia Guadix, arquiteta da Liv’n Arquitetura. Flávia acrescenta que essas espécies precisam de luminosidade e, geralmente, adaptam-se bem em locais internos e próximos de janelas. “É bom expô-las ao sol da manhã, que é o mais leve.”

Elas se propagam muito facilmente. “Uma folhinha cai, você deixa na terra, logo enraíza e você pode plantar de novo.” Júlia explica que, quando crescem bastante, é porque estão gostando do lugar. “Quando elas já estão bonitinhas, faça o manuseio da planta maior para um vaso mais confortável e deixe a mudinha no vaso menor”, orienta.

Na decoração

Helena Dohm começou a cultivar suculentas na quarentena: terapêutico
Helena Dohm começou a cultivar suculentas na quarentena: terapêutico (foto: Arquivo pessoal)

A digital influencer Helena Dohm, 26 anos, conta que usa suculentas para decorar a casa. “Eu cuido delas como um hobby, é quase terapêutico. Os ambientes ficam mais bonitos e alegres. É importante trazer a natureza para perto de si, além de poder replantar, colecionar espécies novas e aprender a fazer mudas é algo lindo”, relata.

A jovem observa que o excesso de cuidado é ruim para as espécies. “Algumas horas de sol por dia e água uma vez na semana é o segredo do sucesso”, ensina. Helena começou a cuidar dessas plantinhas para se distrair na quarentena. “Achei bonitinhas e só quando estava quase matando uma afogada por regar todo dia, descobri o que era uma suculenta”, diverte-se.

As suculentas vão muito bem em um cantinho, próximas aos livros
As suculentas vão muito bem em um cantinho, próximas aos livros (foto: Guilherme Pucci/Divulgação)

Essas espécies são, de fato, muito versáteis e conseguem ficar charmosas em vasinhos pequenos. Os cactos e suculentas podem ser usados em conjunto, com outros tipos de plantas que tenham a mesma necessidade de rega, ou separadas em vasos e/ou cachepôs. “Isso harmonizando com o que foi proposto no ambiente”, ensina Flávia.

Por exemplo, use um vaso baixo de suculentas bem preenchidas em cima da mesa de jantar, com várias misturas de espécies. Elas podem ser colocadas em um apoio de vidro, com todas dentro de um terrário. Num vaso decorativo pequeno, vai bem no lavabo. “Três vasos de cactos com alturas diferentes e cores variadas, num rack ou até mesmo numa bancada, ficam incríveis. Isso sem contar nas varandas e áreas externas”, sugere.

Para Júlia Guadix essas plantinhas são superdecorativas porque têm variedades de formatos, folhas e flores. “Você pode fazer várias combinações de vasinhos, misturar as espécies e dar uma variedade”, esclarece. “Às vezes, colocá-la em algum ponto, como numa mesinha lateral ou num vaso pequeno com alguns livros e velas ao lado. O importante é prestar atenção na decoração da sua casa, se é mais rústica ou mais moderna, para não errar.”

A profissional da Liv’n Arquitetura observa que, quando elas são menores, é legal estarem em superfícies mais baixas, como peitoril de janela, mesinha lateral, aparador, centro de mesa, etc. “Assim, conseguimos admirar as folhinhas de cima para baixo. Já quando estão maiores, algumas espécies ficam lindíssimas no alto.”

Um pequeno potinho leva charme para o lavabo
Um pequeno potinho leva charme para o lavabo (foto: Guilherme Pucci/Divulgação)

A outra sugestão é fazer um terrário, aqueles de vidro que têm todo um ecossistema. “Dá para fazer um quadro de suculenta, pois elas podem ser plantadas na vertical. Fica bem legal”, sugere Júlia Guadix. É possível ainda reaproveitar xícaras, vasinhos, potinhos de cerâmica, cachepôs. “O bacana é arranjar um vaso que combine com a sua decoração.”

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

  • Nesta proposta da Meet Arquiteturas, várias espécies dividem o mesmo vaso
    Nesta proposta da Meet Arquiteturas, várias espécies dividem o mesmo vaso Foto: Gustavo Awad/Divulgação
  • Um pequeno potinho leva charme para o lavabo
    Um pequeno potinho leva charme para o lavabo Foto: Guilherme Pucci/Divulgação
  • As suculentas vão muito bem em um cantinho, próximas aos livros
    As suculentas vão muito bem em um cantinho, próximas aos livros Foto: Guilherme Pucci/Divulgação
  • Helena Dohm começou a cultivar suculentas na quarentena: terapêutico
    Helena Dohm começou a cultivar suculentas na quarentena: terapêutico Foto: Arquivo pessoal
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE