Casa

Jardim particular: dicas para cultivar pendentes e trepadeiras

Plantar e mexer na terra virou o hobby preferido de muitos nesta quarentena. Saiba como deixar as pendentes e trepadeiras lindas no seu lar

Ailim Cabral
postado em 04/07/2021 08:00 / atualizado em 30/09/2021 10:06
Heras, da Kireibara Garden (preço sob consulta) -  (crédito: Kireibara/Divulgação)
Heras, da Kireibara Garden (preço sob consulta) - (crédito: Kireibara/Divulgação)

O verde é a cor da esperança e, desde o início da pandemia, muitas pessoas descobriram o amor pelo cultivo de plantas dentro de casa. Enquanto alguns brincam, chamando-se de “pais e mães” das espécies, outros assumem a alcunha de acumuladores. E, para estes, a diversidade vale tanto quanto a quantidade.

No afã de deixar o espaço mais acolhedor e encontrar hobbies viáveis para se dedicar dentro de casa, as espécies e os tipos de flores e plantas buscados se tornaram muito variados. Entre algumas das preferidas estão as pendentes e as trepadeiras.

Sua forma de crescer, enroscando-se em suportes de madeira ou transformando a folhagem em uma vasta cortina, dá um certo aspecto bucólico ao lar e, assim, é possível olhar para a janela da sala, enfeitada com jiboias, samambaias e brincos de princesa e enxergar um jardim secreto.

As particularidades de pendentes e trepadeiras pedem alguns cuidados especiais, mas nada que impeça os amadores e as pessoas que recém-descobriram o encanto das plantas de cultivá-las.

 Cacto ripsalis, na Fittonia Garden (R$ 60)
Cacto ripsalis, na Fittonia Garden (R$ 60) (foto: Fittonia/divulgação)

A paisagista Maria Goreth Pereira ensina que a maioria das trepadeiras se dá muito bem quando plantada diretamente no solo, próxima a pergolados e cercas. A profundidade da terra permite que ela se desenvolva mais rápido e fique cada vez maior, buscando hidratação no solo e não precisando de muita rega ou atenção diária.

Quando os ramos começam a crescer, é importante conduzi-los para a direção desejada. À medida que a haste se desenvolve, é possível prendê-la a ganchinhos próprios ou até mesmo amarrá-la com barbante.

Apesar de serem plantas muito usadas em jardins de casa, não significa que as trepadeiras não podem viver em apartamentos. Quando plantadas em vasos mais profundos, são ótimas alternativas para colorir varandas inteiras. Dentro do apartamento também vivem bem, desde que tenham um suporte para se enroscar.

Petúnia pendente, no Viveiro Buriti Alegre (R$ 65)
Petúnia pendente, no Viveiro Buriti Alegre (R$ 65) (foto: Buriti Alegre/Divulgação)

As pendentes vivem bem tanto dentro quanto fora de casa. A jiboia, por exemplo, pode crescer para baixo, mas também pode ser conduzida por presilhas ou preguinhos na parede. Maria Goreth ressalta que trepadeiras e pendentes precisam ter espaço para crescer. “A planta sente, ela quer liberdade. Se ela percebe que tem algo atrapalhando seu desenvolvimento naquele caminho, ela muda para outra direção e continua crescendo. Se ela não tem para onde ir, começa a queimar as pontinhas e os novos brotos”, ensina.

Por isso, é importante que quando não estão suspensas no teto ou em suportes altos, as pendentes tenham vasos compridos ou que fiquem em beiradas de mesas e estantes que permitam o crescimento da folhagem sem tocar o chão.

Sombra e luz

Dinheiro em penca,  no Transplantas Garden Center (preço sob consulta)
Dinheiro em penca, no Transplantas Garden Center (preço sob consulta) (foto: Transplantas/divulgação)

Cada espécie de planta tem suas especificidades no que diz respeito à rega e à necessidade de sol, luz e sombra. Mas, em linhas gerais, as plantas pendentes vivem bem à meia sombra, com uma boa iluminação e tolerando luz direta do sol pela manhã ou no fim da tarde.

“Como, no Brasil, a maioria das plantas de vaso vem de produtores que trabalham com estufas, elas se acostumam com essa iluminação. Nas estufas, elas têm a temperatura ideal e recebem sempre muita umidade, sendo imprescindível que o solo esteja sempre úmido”, explica Thiago Matos de Sousa, dono da Fittonia Garden.

Maria Goreth acrescenta que as plantas pendentes, em seu habitat, costumam ficar protegidas pelas árvores nas quais crescem. Dessa forma, elas não reagem bem ao vento e precisam estar protegidas das ventanias.

Durante a seca brasiliense, elas podem ser molhadas três vezes por semana ou em dias alternados, sempre observando o nível de umidade da terra. As trepadeiras, que normalmente se desenvolvem em ambientes externos, reagem melhor ao sol e precisam de um pouco mais de exposição que as pendentes.

Principais cuidados

Trepadeiras com flor
Gostam de sol e solo fértil
O ideal é que sejam plantadas em uma cova de 30cm x 30 cm
Se elas vierem com suporte ou bambu, encaixe junto, no plantio
Complete a cova com substrato ou terra preta adubada
É recomendado fazer um buraco de 5cm abaixo do nível do chão, assim, na rega, a água fia centralizada ao redor da planta
Assim que forem plantadas, devem receber água todos os dias
Quando estiverem mais fortes e enraizadas, as regas devem ser mais espaçadas

Plantas pendentes de sombra
Gostam de sombra e local arejado, sem vento
O plantio pode ser com substrato e húmus misturados
Podem ser regadas todos os dias, com pratos embaixo dos vasos para manter a umidade
A adubação deve ser mensal, com adubos químicos diluídos em água ou orgânicos
Pendure ou posicione de forma que a planta não se arraste em nenhuma superfície, o que ocasiona a queima de brotos novos

Plantas pendentes de sol
Gostam de sol, mas sem exageros. Pode ser indireto ou somente por um período do dia
Devem ser usados substrato e húmus para o plantio
Podem receber água todos os dias, pois o material orgânico evapora com rapidez
Precisam ser adubadas mensalmente e, se tiverem flores, podem ser usados adubos específicos para a floração
Pendure ou posicione de forma que a planta não se arraste em nenhuma superfície, o que ocasiona a queima de brotos novos

Fonte: Denize Rossetto, dona da Sempre Viva

Serviço

Viveiro Buriti Alegre
Instagram: @viveiro_buriti_alegre
Telefones: (61) 99653-4480 e (61) 99941-3324

Transplantas Garden Center
Instagram: @transplantasgarden
Telefone: (61) 3397-1155

Fittonia Garden
Instagram: @fittonia.garden
Telefone: (61) 98257-4115

Kireibara Garden
Instagram: @kireibaragarden
Telefone: (61) 3562-3040

  • Dinheiro em penca,  no Transplantas Garden Center (preço sob consulta)
    Dinheiro em penca, no Transplantas Garden Center (preço sob consulta) Foto: Transplantas/divulgação
  •  Cacto ripsalis, na Fittonia Garden (R$ 60)
    Cacto ripsalis, na Fittonia Garden (R$ 60) Foto: Fittonia/divulgação
  • Petúnia pendente, no Viveiro Buriti Alegre (R$ 65)
    Petúnia pendente, no Viveiro Buriti Alegre (R$ 65) Foto: Buriti Alegre/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE