Casa

Beleza nos detalhes: vasos de plantas ajudam na decoração

Com grande variedade de formatos e cores, os vasos podem ser usados não apenas para abrigar plantas, mas também para enfeitar áreas internas e externas do lar

Raquel Ribeiro*
postado em 15/08/2021 08:00
As tonalidades dourada, bronze e prata trazem um toque mais luxuoso e harmônico
 -  (crédito: Arquivo pessoal)
As tonalidades dourada, bronze e prata trazem um toque mais luxuoso e harmônico - (crédito: Arquivo pessoal)

Ao longo da história da humanidade, os vasos adquiriram as mais diversas formas e utilidades. Além da função utilitária, eles têm valor estético, conferindo charme à decoração dos ambientes. “Se existe um adorno versátil, belo e indispensável na decoração de interiores, é o vaso decorativo. Independentemente do formato, material ou se será utilitário ou não, um vaso pode fazer a diferença em um ambiente, ganhando destaque no décor”, comenta a arquiteta Ieda Korman, do Korman Arquitetos.

O uso como adornos não é de hoje. A arquiteta explica que, desde os primórdios, há relatos desses recipientes enfeitando paredes, móveis e chãos. “Ao observar desenhos rupestres, é possível notar a utilização desses instrumentos da vida diária se transformando em adornos.”

A designer de interiores Aline Rodrigues, especializada em design biofílico, acredita que os vasos ganharam uma multiplicidade de funções: “Eles estão presentes desde a Antiguidade para agregar estilo, beleza e requinte às casas e jardins. Até hoje são elementos fundamentais na composição de vários ambientes, tanto internos, quanto externos”.

Com opções de formatos, tamanhos e materiais diversos, os vasos decorativos devem ser escolhidos com cuidado. “Eles podem ser geométricos, alongados, com formato de cesto ou até esculturais, tudo depende do estilo do projeto. Também podem ser encontrados em materiais como cerâmica, vidro, cristal, resina, concreto e metal”, lista Ieda.

Estilos

A designer de interiores Tatiana Murta adverte que ornar a decoração com um vaso depende do estilo do espaço. “Vasos em metal e murano, em geral, são mais clássicos e combinam bem com ambientes contemporâneos. Já os de cerâmica, madeira e cimento casam bem com locais mais rústicos. Entretanto, pode ser que os de cerâmica combinem com espaços clássicos. Tudo depende da forma como o design foi aplicado”, explica.

Tatiana acrescenta que os vasos também podem ganhar formas diferentes, mais orgânicas: “Os formatos são ilimitados, a imaginação do artesão é que comanda”. Na visão de Aline, essas peças são uma boa aposta para ambientes minimalistas, que pedirão um vaso bem diferente, que será o ponto focal e fará toda a diferença.

Aline destaca que o mercado tem incorporado até pedras preciosas e talhado pedras naturais no design. “Existe uma infinidade de modelos mais conceituais, que, muitas vezes, inovam tanto na forma quanto na cor. São peças de designers famosos, mais sofisticados, têm um custo mais alto, mas conferem uma personalidade muito grande ao ambiente”.

Para Ieda Korman, o vaso pode ser disposto em todos os cômodos da casa, seja sozinho, seja junto a uma composição. Para escolher o modelo ideal, ela recomenda entender o contexto do ambiente do qual ele fará parte. “Um vaso decorativo pode harmonizar com o estilo da decoração ou, então, brincar com o contraste. No segundo caso, ele se tornará um destaque do ambiente e deve ter um design diferenciado.”

Além disso, é importante que o acessório converse com a escolha do mobiliário, da paleta de cores e dos demais objetos do espaço. “Seguir o mesmo estilo do ambiente é uma aposta segura. Para um projeto clássico, por exemplo, um vaso sofisticado com detalhes dourados é uma bela opção. As tonalidades dourada, bronze e prata trazem um toque mais luxuoso e harmônico”, exemplifica Aline Rodrigues. Outra dica dela é investir na composição de peças com tamanhos diferentes: “Use um mais alto, outro médio e outro mais baixinho. Isso que dá beleza”.

Já os ambientes românticos combinam com vasos redondos e delicados, ao passo que acessórios mais quadrados e de linhas retas são perfeitos para espaços modernos, minimalistas ou industriais. “Ainda é possível optar pelos de formatos diferenciados e sinuosos, que flertam com a arte, para agregar estilo”, completa a profissional. De acordo com Aline, a iluminação do ambiente é mais um fator que pode influenciar na escolha. “Em ambientes claros, a sugestão que eu dou é utilizar vasos que tragam contraste, com cores mais fortes — pretos, coloridos, metalizados”.

Tatiana alerta que também é importante levar em consideração a proporção da peça em relação ao todo para garantir harmonia na composição.

Área interna e externa

Os vasos decorativos podem ser usados tanto em áreas internas quanto externas. “É muito comum utilizá-los vazios em estantes ou até sobre aparadores e mesas de centro, trazendo charme para a decoração. Já os modelos maiores podem ser dispostos diretamente no chão ou nos cantos”, ilustra Ieda. Quanto às varandas e áreas de lazer, peças ornamentais e de materiais mais resistentes, como cerâmica ou cimento, são as mais indicadas pela arquiteta. Para cozinhas e banheiros, por sua vez, o ideal é optar pelos de materiais pouco porosos, pois são ambientes com bastante umidade.

Enquanto ambientes com menos espaço pedem vasos menores para manter a proporcionalidade, áreas maiores podem contar com modelos mais chamativos, com ou sem plantas. “Quando o vaso vai receber uma planta, ele deve ter o tamanho correto para a espécie escolhida”, orienta Ieda.

As plantas, aliás, foram uma das responsáveis pela popularização de vasos durante a pandemia. De acordo com Aline, uma vez que as pessoas passaram a estar mais tempo dentro de casa, as varandas ganharam uma relevância maior e, como consequência, a procura por recipientes para abrigar plantas também. “Hoje, a varanda está muito valorizada porque ela pode servir tanto para tomar um ar, respirar, tomar um pouco de sol, como também ser um espaço lúdico. E, principalmente, é onde as pessoas podem ter esse contato mais próximo com a natureza, pois acabam colocando mais plantas”, observa a designer de interiores.

A especialista em design biofílico ainda aponta que é importante diferenciar vaso de cachepot: “O vaso tem furinhos para a drenagem da água. Já o cachepot, muito usado dentro de casa, não tem, logo você precisa colocar um prato dentro para reter a água da planta, senão o cachepot apodrece, caso seja de materiais naturais, como madeira”.

Tendências

Os queridinhos do momento são os vasos vietnamitas, que têm cores, tamanhos e texturas diversas. “São de alto padrão, porque são importados, elaborados com uma argila específica encontrada no Vietnã”, detalha Aline. Para quem curte uma pegada mais sustentável, com um custo mais baixo, a designer recomenda os de polietileno. “Hoje em dia, utilizar elementos que causem menos impacto ao ambiente é moda. Então, quem valoriza esse conceito pode usar esses vasos. Eles são muito leves, resistentes à chuva e ao sol, além de serem facilmente encontrados em qualquer loja de paisagismo”. Outros modelos que estão em alta são os de corda náutica, que também são super-resistentes às intempéries da natureza e muito usados em varandas.

Para ajudar na escolha

Harmonia — O vaso deve se conectar com o estilo do ambiente. Em locais neutros, com cores claras, por exemplo, opte pelos pretos, coloridos, metalizados, dourados ou prata para dar um toque sofisticado à decoração.
Estilo — Antes de ir à loja, é importante definir que tipos de vasos comprará. Um bom exercício é buscar imagens com referências e modelos que você mais gosta e que sejam adequados ao seu ambiente.
Orçamento — Defina de antemão uma média de quanto deseja gastar devido à infinidade de opções, com preços variados.
Onde encontrar — No DF, existem muitas lojas especializadas em paisagismo e viveiros, onde é possível encontrar belos vasos.

Fonte: Aline Rodrigues, designer de interiores especializada em design biofílico

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

 
 

  • Nesta sala de jantar, o vaso é usado tanto no canto, no chão, como sobre a mesinha de apoio
    Nesta sala de jantar, o vaso é usado tanto no canto, no chão, como sobre a mesinha de apoio Foto: Arquivo pessoal
  • Harmonizar peças de diferentes tamanhos é uma boa opção
    Harmonizar peças de diferentes tamanhos é uma boa opção Foto: Arquivo pessoal
  • Em varandas, os vasos com plantas levam um pouco da natureza para o lar
    Em varandas, os vasos com plantas levam um pouco da natureza para o lar Foto: Arquivo pessoal
  • Os vasos podem ser usados como peças decorativas em prateleira e estantes
    Os vasos podem ser usados como peças decorativas em prateleira e estantes Foto: Arquivo pessoal
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE