Moda

Repaginado, o clássico mocassim ganha uma pegada moderna

Sapato que mistura pegada social com conforto utilitário, o mocassim ganha ar descolado em produções menos tradicionais

Giovanna Fischborn
postado em 15/08/2021 08:00
 (crédito: Louis Vuitton/Divulgação e  Farfetch/Divulgação)
(crédito: Louis Vuitton/Divulgação e Farfetch/Divulgação)

Mesmo com uma mudança no universo das tendências, que se adaptaram ao cenário pandêmico, o mundo da moda não parou. O conteúdo fashion vem ficando mais acessível e disseminando propostas diferentes até para as peças mais tradicionais. Quem diria que os mocassins e loafers se reinventariam e, agora, amplos e na versão chunky, ganhariam tanto destaque nos guarda-roupas mais estilosos?

E olha que, na história do calçado, é difícil encontrar um mais antigo que o mocassim, que tem origem nas tribos indígenas norte-americanas. “É um sapato de couro macio originalmente feito com couro de veado”, explica o professor do curso de moda do Centro Universitário Iesb Yuri Zeredo de Cerqueira.

O loafer, apesar de ter uma ideia parecida, remete a um momento totalmente diferente nessa cronologia. É um sapato norueguês, mas que ganhou fama com a adoção do estilo pelos universitários nos Estados Unidos, nos anos 1950. Yuri explica que, nesse caso, o couro é mais rígido e o sapato tem uma carinha mais quadrada do que o tradicional. “Acabou sendo muito aceito no sentido mercadológico e culturalmente porque é confortável e fácil de calçar, basta colocar o pé.”

Atualizados, mocassins e loafers viram novidade em modelos mais arrojados: solas grossas, também opções com color blocking, metálicos e até estampa de cobra, para as mais descoladas — nesse caso, as cores quebram um pouco o look com cara de colegial.

Como usar

A influenciadora canadense Vitaliia tem vários looks com mocassim no perfil dela no Instagram (@vitaliia). Vale se inspirar. Aqui, o conjunto amarelo em tom pastel e os cortes retos reforçam o resultado supermoderno do sapato com plataforma
A influenciadora canadense Vitaliia tem vários looks com mocassim no perfil dela no Instagram (@vitaliia). Vale se inspirar. Aqui, o conjunto amarelo em tom pastel e os cortes retos reforçam o resultado supermoderno do sapato com plataforma (foto: Reprodução/Instagram)

 

Yuri aponta que a utilização mais padrão, em passarelas e entre influenciadores, tem sido a combinação do sapato com jeans e um tricô amplo ou suéter, para o frio. A peça transita entre o colegial e o street quando usada com saias plissadas e moletom, que deixam o look mais jovial.

As meias aparentes são ótimas para dar acabamento e charme. As opções brancas, pretas ou marinho navy acompanham bem o visual de roupa de colegial, segundo Yuri. Para aquelas que desejam deixar o visual mais sofisticado, a recomendação do professor é trocá-las por meias de renda. “Compor com saia midi também ajuda a garantir elegância.”

Instrutora da área de vestuário do Senai-DF, Lúbia Ferreira reforça que apostar no sapato com jeans despojado contrasta com o ar rígido do mocassim. “Outra tendência é usar a versão com plataforma com vestido e meias finas, o que cria contraste do romântico com o solado robusto.”

Para Lúbia, uma maneira interessante de pensar o mocassim para eles é igualar ao uso de tênis ou sapatênis. “O mocassim tende a ter um corte mais bonito e clássico. O resultado é um look um pouco mais formal.” Para um traje mais arrumado, Lúbia recomenda o uso com blazer e calça social — que, aliás, é uma proposta possível para looks femininos também. Apostar em calças com a barra dobrada ou uma que seja mais curta também é interessante.

Nos looks masculinos, é mais seguro que as meias aparentes fiquem de fora. “O melhor é apostar em meias curtinhas ou invisíveis”, aconselha.

Escolha confortável

Victoria Ceridono veste saia midi com sapato rosa com pelinhos. Os tons suaves ajudam a compor o visual elegante e fluido
Victoria Ceridono veste saia midi com sapato rosa com pelinhos. Os tons suaves ajudam a compor o visual elegante e fluido (foto: Reprodução/Instagram)

Pela construção e material, alguns sapatos, podem machucar os calcanhares, causando bolhas em alguns casos. Para evitar o problema com mocassins, o ideal é optar pelas versões com acabamento que reduza o atrito entre o calçado e a pele. Yuri sugere o modelo com pelinhos, que, além de esquentar os pés, cumpre o papel de protegê-los. E Lúbia lembra que a camurça, por ser aveludada, também tem vantagem nesse ponto.

Tipos de mocassins

A Prada lançou os loafers na versão chunky em 2020, preto e com o clássico metal da grife. Depois, outras marcas de luxo seguiram o movimento. A Louis Vuitton trouxe o modelo academy em monograma (e). Conhecida pelos coturnos, a Dr. Martens, em colaboração com a Comme des Garçons, apresentou modelos com pesponto contrastando (d). No Brasil, várias marcas já adotaram os loafers nas coleções mais recentes: entre elas, Schutz, Jorge Bischoff e Alexandre Birman
A Prada lançou os loafers na versão chunky em 2020, preto e com o clássico metal da grife. Depois, outras marcas de luxo seguiram o movimento. A Louis Vuitton trouxe o modelo academy em monograma (e). Conhecida pelos coturnos, a Dr. Martens, em colaboração com a Comme des Garçons, apresentou modelos com pesponto contrastando (d). No Brasil, várias marcas já adotaram os loafers nas coleções mais recentes: entre elas, Schutz, Jorge Bischoff e Alexandre Birman (foto: Louis Vuitton/Divulgação e Farfetch/Divulgação)

Tradicional: solado de borracha, normalmente feito em camurça, com cadarço dando a volta no sapato. Os atacadores podem ser decorativos, principalmente, quando estão na frente do calçado.
Loafer: sem cadarço, sem fivela, inspirado na década de 1930. Quando tem salto, pode ser em couro ou madeira, não, necessariamente, de borracha.
Com plataforma (chunky): se apropria do estilo masculino. São os modelos altos com plataforma, que pode ser lisa ou tratorada.

Fonte: Lúbia Ferreira, instrutora da área de Vestuário do Senai-DF


  • Os loafers marcaram o vestuário dos anos 1950, nas universidades americanas. Foi entre os estudantes da Ivy League, uma liga de oito universidades do nordeste do país, que o modelo se popularizou no mercado
    Os loafers marcaram o vestuário dos anos 1950, nas universidades americanas. Foi entre os estudantes da Ivy League, uma liga de oito universidades do nordeste do país, que o modelo se popularizou no mercado Foto: T.Hayashida/Divulgação
  • A influenciadora canadense Vitaliia tem vários looks com mocassim no perfil dela no Instagram (@vitaliia). Vale se inspirar. Aqui, o conjunto amarelo em tom pastel e os cortes retos reforçam o resultado supermoderno do sapato com plataforma
    A influenciadora canadense Vitaliia tem vários looks com mocassim no perfil dela no Instagram (@vitaliia). Vale se inspirar. Aqui, o conjunto amarelo em tom pastel e os cortes retos reforçam o resultado supermoderno do sapato com plataforma Foto: Reprodução/Instagram
  • Victoria Ceridono veste saia midi com sapato rosa com pelinhos. Os tons suaves ajudam a compor o visual elegante e fluido
    Victoria Ceridono veste saia midi com sapato rosa com pelinhos. Os tons suaves ajudam a compor o visual elegante e fluido Foto: Reprodução/Instagram
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE