Casa

Extensão do lar: como deixar a área externa cheia de charme e conforto

Varandas, jardins, terraços, áreas gourmets e piscinas são algumas das possibilidades que podem ser criadas nas áreas externas. Além de mais seguros para a convivência, oferecem um refúgio durante o período de isolamento social

Raquel Ribeiro*
postado em 03/10/2021 08:00
Terraço com área gourmet e piscina: uma extensão da área interna da casa -  (crédito: Emozi Arquitetura/Divulgação)
Terraço com área gourmet e piscina: uma extensão da área interna da casa - (crédito: Emozi Arquitetura/Divulgação)

Nada mais aconchegante do que ter um espaço no lar para relaxar, respirar um ar puro ou, simplesmente, bater papo com os entes queridos. Se as áreas externas já ocupavam um lugar de destaque no projeto de uma residência, na pandemia, elas se tornaram ainda mais requisitadas e essenciais. A arquiteta e designer Andreia Rocha, da Emozi Arquitetura Humanizada, acredita que elas promovem uma conexão com a natureza em meio à crescente urbanização das cidades.

“As pessoas estão adoecendo tanto física quanto mentalmente em razão desse distanciamento das áreas verdes e externas. Mais de 90% do nosso tempo passamos em áreas construídas. Muitas pessoas vivem em espaços enclausurados, sem ventilação e iluminação adequadas. Então, passar um momento do dia em um espaço externo que tenha livre circulação de ar e contato com a luz do sol é de extrema importância para a qualidade de vida das famílias”, comenta Andreia.

Uma vez confinadas dentro de quatro paredes em virtude do isolamento social, as pessoas tiveram que resgatar a relação que cultivavam com o próprio lar. Na visão da arquiteta Michelly Bomfim, as varandas externas se tornaram os ambientes mais valorizados da casa. “Se você quer receber alguém em casa, logo vai para a varanda, porque ali é o local onde circula o ar e, consequentemente, o lugar mais seguro contra a covid-19”, justifica. Ela, que é sócia-proprietária da recém-inaugurada loja de mobiliários para área externa HIO Brasília, acrescenta que os locais também ganharam maior atenção.

Móveis feitos sob medida para a área próxima à piscina dão um charme a mais
Móveis feitos sob medida para a área próxima à piscina dão um charme a mais (foto: HIO Brasília/Divulgação)

“As pessoas estão readaptando esses espaços para conseguir receber parentes e amigos. Assim, a área externa virou uma extensão da casa. Antes da pandemia, elas só aproveitavam quando faziam algum evento ou atividade diferente”, explica a arquiteta.

Para integrar as áreas outdoors, plantas, ambientes de convivência, além de uma boa iluminação são as recomendações de Andreia. “A presença de vegetação é imprescindível, mesmo que pequena e pontual. Ambientes de convivência e lazer também são interessantes caso haja espaço. Por fim, a presença de luz permitirá a visitação desses espaços em qualquer horário do dia”, detalha.

De acordo com Michelly, os ingredientes que não podem faltar em uma área externa são poltronas confortáveis e uma churrasqueira que atenda às necessidades da família. Ela ressalta a importância da integração com o verde e de mobiliários confortáveis: “É importante trazer elementos naturais para dar um aconchego, e móveis confortáveis para que as pessoas que chegam ali queiram passar o dia, sem ficar incomodadas. Eu gosto muito dos sofás, de poltronas, daquelas que te abraçam. Acho bacana também uma mesa grande, em que eu possa reunir a família. Não precisa de muita coisa”.

 A varanda deve usar e abusar de elementos naturais, como as plantas
A varanda deve usar e abusar de elementos naturais, como as plantas (foto: Emozi Arquitetura/Divulgação)

Há diferentes opções de espaços para se criar em áreas externas. Varandas, jardins, piscinas, e áreas gourmet são algumas das mais comuns. Segundo Andreia, os tipos de ambientes variam conforme o espaço disponível. “Em uma sacada, por exemplo, podem ser inseridos plantas e pequenos artigos de decoração, como luminárias de piso, varal de luz. Como a sacada é, normalmente, um espaço mais compacto, é utilizado para a contemplação da paisagem e não tanto para permanência. Enquanto que uma varanda pode comportar uma área maior, como espaço gourmet com churrasqueira, piscina, mesas, luminárias pendentes, frigobar e até adega”, diferencia.

Michelly pontua que o que define o tipo de ambiente a ser projetado é a necessidade e o perfil de cada cliente. “Tem gente que quer apenas um espaço para beber um vinho. Aí a gente já trabalha com elementos mais amadeirados para remeter à bebida, que é uma coisa mais à luz de vela, rústica”, ilustra. Em geral, independentemente do tipo, os ambientes precisam ser intimistas, aconchegantes e remeter ao natural.

Varanda, sacada e terraço

O mobiliário da área externa deve estar preparado para levar sol e chuva
O mobiliário da área externa deve estar preparado para levar sol e chuva (foto: HIO Brasília/Divulgação)

As áreas externas podem ter a forma de varandas, terraços e sacadas. Andreia aponta que a diferença entre elas reside na estrutura arquitetônica. A varanda pode ser definida como uma extensão da fachada, uma estrutura que não fica suspensa no exterior. Nela, é possível criar todos os tipos de ambientes. No entanto, a arquiteta afirma que as áreas gourmets são as preferidas, pois permitem um local amplo com churrasqueira, pia, mesas e assentos.

O terraço, por sua vez, é, segundo Andreia, um ambiente externo e aberto e está localizado na parte de cima da edificação. Por ser uma área grande, comporta vários tipos de atividades, podendo ser usado como mirante, local para tomar sol, reunir familiares e amigos, praticar exercícios ou realizar confraternizações.

Já a sacada é conceituada pela arquiteta como uma estrutura que está totalmente para fora da edificação, sendo uma plataforma conectada à parte interna da construção por uma porta. Dependendo do tamanho, não é possível a inserção de móveis. Logo, elas são usadas apenas com propósito decorativo, para abrigar pequenos objetos e itens decorativos, como vasos de plantas. No caso de sacadas maiores, é viável colocar uma mesa com cadeiras ou poltronas.

Cuidados na composição

A varanda gourmet é um ótimo local de confraternização
A varanda gourmet é um ótimo local de confraternização (foto: Emozi Arquitetura/Divulgação)

Uma dúvida comum ao compor áreas externas é se há necessidade de combinar o estilo com o resto da casa. Michelly esclarece que é possível ousar na área de lazer e criar ambientes independentes da área interna. “A parte de dentro da casa pode ser mais clássica e a varanda moderna, minimalista, com linhas retas, pouca decoração, oferecendo mais liberdade. Eu não vejo a necessidade de todos os ambientes conversarem entre si. Acho que é importante seguir uma linha de raciocínio, mas não necessariamente tudo dentro da casa precisa combinar.”

Por outro lado, Andreia diz que se deve ter uma preocupação quanto ao material utilizado nos revestimentos, móveis, decoração e iluminação. Como as áreas externas tendem a ficar expostas constantemente ao sol e à chuva, ela recomenda que esses itens sejam impermeáveis, de fácil manutenção e que não danifiquem com o tempo.

Para a composição de ambientes compactos e confortáveis, a dica dela é utilizar opções verticais de vegetação, como o jardim vertical ou plantas que podem ser fixadas/penduradas em painéis e suportes. “Dependendo do espaço disponível, é interessante ter uma área para sentar e ter um contato maior com o meio externo. Uma forma de otimizar o espaço é utilizando móveis e estofados sob medida”, completa.

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

  • A varanda gourmet é um ótimo local de confraternização
    A varanda gourmet é um ótimo local de confraternização Foto: Emozi Arquitetura/Divulgação
  • Móveis feitos sob medida para a área próxima à piscina dão um charme a mais
    Móveis feitos sob medida para a área próxima à piscina dão um charme a mais Foto: HIO Brasília/Divulgação
  • O mobiliário da área externa deve estar preparado para levar sol e chuva
    O mobiliário da área externa deve estar preparado para levar sol e chuva Foto: HIO Brasília/Divulgação
  •  A varanda deve usar e abusar de elementos naturais, como as plantas
    A varanda deve usar e abusar de elementos naturais, como as plantas Foto: Emozi Arquitetura/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE