Casa

Coração do lar: a cozinha integrada à sala é tendência na arquitetura

Uma tendência vinda com a pandemia foi a de valorizar as reuniões íntimas. Nessa concepção, o ambiente que integra cozinha e sala de estar é uma solução perfeita, como mostram alguns projetos da CasaCor Brasília

por Iara Pereira*
postado em 05/12/2021 08:00 / atualizado em 05/12/2021 17:02
O Living Kit House & Tektons faz a integração entre cozinha, sala de jantar e sala de estar: os utensílios e a pia ficam escondidos em um armário projetado -  (crédito: Edgard Cesar/Divulgação)
O Living Kit House & Tektons faz a integração entre cozinha, sala de jantar e sala de estar: os utensílios e a pia ficam escondidos em um armário projetado - (crédito: Edgard Cesar/Divulgação)

Uma tendência de arquitetura que está entre as favoritas nos lares, sobretudo depois da panemia, é o living gourmet. Neste estilo de projeto, os ambientes são integrados e existe uma transição imperceptível entre sala e cozinha. O conceito de junção dos espaços é ótimo para os que gostam de receber convidados em casa e apreciam boas experiências gastronômicas.

Um ambiente amplo e multifuncional criado a partir dessa integração de espaços possibilita a realização de eventos descontraídos e intimistas, pois espaços mais livres, sem a limitação de paredes ou muita mobília, aumentam a área de convivência entre as visitas. A CasaCor Brasília, que entra em sua última semana de atividades, trouxe boas inspirações desse tipo de espaço.

As arquitetas Gabriela Gontijo e Mariana Hummel, do Studio Gontijo, são as responsáveis pelo Living Kit House & Tektons, um espaço de 220m² que integra cozinha, jardim e sala de estar. Gabriela conta que a intenção era criar um projeto que representasse o recomeço após os últimos dois anos, que foram tão difíceis. "Nosso ambiente mostra o encerramento desse ciclo com as folhas secas. As paredes brancas vêm para representar que esse é um espaço onde a gente pode redesenhar a nossa história."

Gabriela e Marina propõem um ambiente gourmet que preza pela modernidade sem abrir mão da funcionalidade. Na área de cozinha, a geladeira, a pia e as louças ficam escondidas em um móvel planejado feito com painéis de laca.

"Ela é um bloco, que vai se abrindo e, por meio dessas aberturas, você vai configurando e descobrindo a cozinha. Esse projeto traz uma praticidade muito grande porque você consegue fechar a bagunça, fica tudo escondidinho e você nem tem a sensação de estar dentro de uma cozinha", explica Gabriela.

No restante do espaço, os tons terrosos, as diferentes texturas nas poltronas e a grande mesa de madeira que flutua na área de jantar contrastam com a laca branca e conferem ao ambiente uma sensação de aconchego. "O que a gente quis resgatar foi esse ambiente acolhedor em que as pessoas se reúnem. A tradição de receber a família em volta da mesa, da comida. Criar um momento de encontro. É um local onde acontece muita troca, muita conversa."

Convivência

No projeto de Maria Araújo, a cozinha e sala de estar juntas permitem a interação entre quem cozinha e os convidados
No projeto de Maria Araújo, a cozinha e sala de estar juntas permitem a interação entre quem cozinha e os convidados (foto: Julia Totoli/Divulgação)

A arquiteta Maria Araujo, estreante na CasaCor Brasília, é a autora do projeto do Espaço Gourmet. Na área de 90m² estão integrados três ambientes em um só: cozinha, sala de jantar e sala de estar. Seguindo as tendências da mostra nesta edição, o espaço traduz o tema Casa Original, utilizando materiais naturais e formas orgânicas, que aparecem no porcelanato, nas cerâmicas da decoração, na palhinha das cadeiras e em outros elementos da composição.

"Nossa intenção era evidenciar o essencial. Por isso, a gente usou materiais mais orgânicos, naturais, com bastante vegetação, textura e cores neutras", explica Maria. O resultado disso é um ambiente minimalista, que dá ênfase ao mobiliário e aos revestimentos. A arquiteta e seu time escolheram não utilizar tantos adornos e objetos de decoração para mostrar o que consideravam essencial e mais importante para o ambiente.

Pontos-chave do projeto são o painel de madeira curvado, um trabalho artesanal inovador, e a adega suspensa no espelho da cozinha. Maria conta que ambos foram desafiadores, mas se tornaram os detalhes mais interessantes do espaço. "A palavra integração foi bem constante no nosso projeto, e a gente pensou muito na funcionalidade do espaço. Nós imaginamos um ambiente de convivência em que a pessoa que cozinha consegue interagir com quem está deitado no sofá vendo um filme e com quem estiver reunido na mesa de jantar", exemplifica Maria.

Aconchego

Ângela Cambraia se inspirou no aconchego da casa dos pais e dos avós para criar o espaço Casacam
Ângela Cambraia se inspirou no aconchego da casa dos pais e dos avós para criar o espaço Casacam (foto: Edgard Cesar/Divulgação)

Já o projeto da arquiteta Ângela Cambraia, Canto do Tempo e Alento, vem para resgatar as memórias afetivas e o aconchego proporcionado pelas casas dos pais e avós, onde a cozinha sempre foi o cômodo mais importante.

A arquiteta à frente da CasaCam Arquitetura construiu três ambientes integrados: cozinha, copa e sala do vinho. Mas utilizando uma escala que, segundo ela, proporciona uma sensação de acolhimento: "Eu queria que as pessoas entrassem e se sentissem abraçadas. E, em uma arquitetura com grandes espaços, é mais difícil passar esse sentimento de aconchego, então um espaço dentro de uma escala real de casa consegue com mais facilidade te dar esse abraço", explica.

Os revestimentos com ferro, madeira e azulejos texturizados trazem a nostalgia para o projeto, que mistura peças planejadas com garimpos feitos pela arquiteta em brechós brasilienses. Enquanto a integração da copa e da cozinha é definitiva, a comunicação entre esses espaços e a sala do vinho é opcional. Separando os ambientes com duas portas de vidro canelado, a intenção da arquiteta era diferenciar a área mais formal, sala do vinho, e a mais despojada, cozinha e copa.

No ambiente projetado pela Alf Arquitetura, há uma mistura de rusticidade e modernidade
No ambiente projetado pela Alf Arquitetura, há uma mistura de rusticidade e modernidade (foto: Haruo Mikami/Divulgação)

Comprovando que a integração entre cozinha e sala é mesmo uma tendência vinda com a pandemia, André Alf e Marina Laged, da Alf Arquitetura, montaram um espaço que une a arte de receber à de cozinhar, em um ambiente voltado ao bem-estar, ao convívio e à contemplação. Amplo e vazado, o Gourmet Por Só Reparos é um ambiente de 350m² que utiliza materiais naturais, numa mistura de rusticidade e modernidade.

No espaço da arquiteta Cybele Barbosa, a área da cozinha é unida à de lazer, à de estar e a uma varanda
No espaço da arquiteta Cybele Barbosa, a área da cozinha é unida à de lazer, à de estar e a uma varanda (foto: Edgard Cesar/Divulgação)

Já Cybele Barbosa propõe no Espaço Com Vivência uma área de 220m² para celebrar em conjunto resgatando a memória afetiva. O projeto de designer de interiores, em parceria com arquitetos associados, tem a área da cozinha unida à de lazer, de estar e de uma varanda. O destaque do projeto são os elementos e as pedras naturais, além da biofilia.

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

 

  • No projeto de Maria Araújo, a cozinha e sala de estar juntas permitem a interação entre quem cozinha e os convidados
    No projeto de Maria Araújo, a cozinha e sala de estar juntas permitem a interação entre quem cozinha e os convidados Foto: Julia Totoli/Divulgação
  • No espaço da arquiteta Cybele Barbosa, a área da cozinha é unida à de lazer, à de estar e a uma varanda
    No espaço da arquiteta Cybele Barbosa, a área da cozinha é unida à de lazer, à de estar e a uma varanda Foto: Edgard Cesar/Divulgação
  • Ângela Cambraia se inspirou no aconchego da casa dos pais e dos avós para criar o espaço Casacam
    Ângela Cambraia se inspirou no aconchego da casa dos pais e dos avós para criar o espaço Casacam Foto: Edgard Cesar/Divulgação
  • No ambiente projetado pela Alf Arquitetura, há uma mistura de rusticidade e modernidade
    No ambiente projetado pela Alf Arquitetura, há uma mistura de rusticidade e modernidade Foto: Haruo Mikami/Divulgação
  • No ambiente projetado pela 
Alf Arquitetura, há uma mistura 
de rusticidade e modernidade
    No ambiente projetado pela Alf Arquitetura, há uma mistura de rusticidade e modernidade Foto: Haruo Mikami/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE