Instagram poderá pedir RG para garantir que usuários não são robôs

Segundo a rede social, análise será necessária para verificar se a conta realmente pertence a um usuário ativo, ou seja, para fins pessoais ou profissionais, controlados pelo próprio

Agência Estado
postado em 14/08/2020 18:10 / atualizado em 14/08/2020 18:16
 (foto: Denis Charlet/AFP)
(foto: Denis Charlet/AFP)

O Instagram anunciou na quinta-feira (13/8), que vai começar a solicitar uma confirmação de autenticidade para usuários que demonstrarem um padrão de comportamento não autêntico. A medida da empresa visa evitar bots na rede social e vai atingir apenas alguns usuários da plataforma.

De acordo com o Instagram, a análise será necessária para verificar se a conta realmente pertence a um usuário ativo, ou seja, para fins pessoais ou profissionais, controlados pelo próprio. Contas que apresentem incoerência em aspectos como localização da conta e tags e sinais de automação serão submetidas ao processo de autenticação.

Na análise, dados solicitados para a identificação, como RG, passaporte ou título de eleitor, ficarão retidos pelo Instagram por 30 dias, e depois serão deletados caso a investigação não precise prosseguir. A empresa afirmou que tem todos os padrões de segurança para o armazenamento das informações.

Caso uma conta reportada se recuse a colaborar com a análise, o Instagram pode diminuir a visibilidade do usuário ou até desativar a conta na rede.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação