SMARTPHONE

Apple tira fone de ouvido e carregador do iPhone 12 por "questões ambientais"

Acessórios serão vendidos separadamente; novo iPhone 12 foi lançado nesta terça-feira (13/10) e deve custar a partir de US$ 699 nos EUA

Correio Braziliense
postado em 13/10/2020 15:40
 (crédito: Reprodução/Apple )
(crédito: Reprodução/Apple )

A Apple anunciou nesta terça-feira (13/10) a nova geração de seus celulares. São quatro modelos: iPhone 12, iPhone 12 mini, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. No entanto, o que está chamando a atenção de internautas é a remoção do fone de ouvido e do carregador da caixa do produto. Os aparelhos ainda não têm preço no Brasil, mas vão custar a partir de US$ 699 nos Estados Unidos.

Segundo a Apple, o iPhone 12 deverá ser vendido apenas com cabo USB incluso, o que obriga o consumidor a comprar os acessórios separadamente se não os tiver de modelos anteriores. A decisão da empresa, que alegou "questões ambientais", não agradou os internautas, que colocaram o termo "iPhone 12" como um dos mais comentados da internet.

Rumores de que o iPhone 12 chegaria sem fones de ouvido já haviam sido divulgados pelo analista Ming-Chi Kuo, famoso por acertar previsões sobre a cadeia produtiva da Apple. Em maio, ele informou que a empresa poderia criar uma promoção para encorajar a compra de AirPods por parte de quem migrar para o novo modelo de iPhone.

Os novos celulares são 11% mais finos, 5% menores e 16% mais leves do que a versão anterior. Em relação às câmeras, o celular possui uma lente grande angular e outra ultra angular, que permite imagens mais abertas, com campo de visão maior. Ambas têm 12 megapixels. A tecnologia do painel abandonou o LCD e adotou o OLED, que a Apple chama de "Super Retina XDR".

As tecnologias do processador, usando fotografia computacional, permitem otimizar a qualidade das fotos com ajustes de contraste, cores mais precisas e diminuir ruído nas fotos com baixa luminosidade.

O iPhone 12 e iPhone 12 Pro chegam na semana que vem nos Estados Unidos. Já o iPhone 12 mini e o iPhone 12 Pro Max ficam para novembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação