REDES SOCIAIS

WhatsApp adia início da polêmica nova política de privacidade

Termos passariam a valer em 8 de fevereiro, mas aplicativo decidiu estender prazo para 15 de maio após repercussão negativa

Correio Braziliense
postado em 15/01/2021 17:53 / atualizado em 15/01/2021 17:55
 (crédito: Getty Images)
(crédito: Getty Images)

O aplicativo de mensagens WhatsApp anunciou, nesta sexta-feira (15/1), que vai adiar para 15 de maio a nova política de privacidade — a data anterior era 8 de fevereiro.

Desde o dia 6 de janeiro, o grupo, que também gerencia as redes sociais Facebook e o Instagram, vem avisando aos usuários sobre os novos termos, que prevê o compartilhamento de novos dados com o vizinho, Facebook. A extensão do prazo servirá para que os usuários "tenham mais tempo de entender a política", segundo o WhatsApp.

A decisão sobre a nova política, no entanto, causou polêmica, já que era um tanto quanto compulsória às pessoas que escolhessem continuar utilizando o aplicativo. Por causa disso, aplicativos concorrentes, como o Telegram e o Signal, sofreram com um boom de novos usuários que decidiram migrar para novas redes.

A repercussão fez com que o WhatsApp se manifestasse, reforçando que o conteúdo de mensagens e ligações é protegido por criptografia e não pode ser acessado pela companhia. Além disso, segundo eles, os dados que serão compartilhados entre o aplicativo de mensagens e o Facebook permanecem os mesmos desde 2016.

"Esta atualização não muda as práticas de compartilhamento de dados entre o WhatsApp e o Facebook, e não impacta como as pessoas se comunicam de forma privada com seus amigos e familiares em qualquer lugar do mundo", disse o grupo por meio de nota.

Contas comerciais

A nova data coincide com as mudanças que vão ocorrer na coleta de dados em conversas com contas comerciais. Com a atualização o Facebook passa a oferecer hospedagem de mensagens para as empresas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE