Lançamento

Do outro lado do mundo

Ford Territory chega ao Brasil, importado da China, em duas versões e completamente adaptado ao nosso mercado

Clayton Sousa
postado em 12/08/2020 23:37
 (foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)

Umas das principais apostas da Ford para os próximos anos, no Brasil , atende pelo nome de Territory. O SUV chega com a missão de bater de frente com o líder, Jeep Compass, Volkswagen Tiguan, Chevrolet Equinox e cia limitada. Será que a novidade tem essa capacidade? O Vrum avaliou o modelo, em primeira mão, e te conta todos os detalhes.

O primeiro impacto é visual — ainda mais quando você o dirige antes mesmo da chegada oficial às concessionárias. Bem acertado, o design fez muita gente “quebrar o pescoço” no trânsito. Destaque para os faróis em LED, grade em Black Piano e rodas 18 polegadas. Na traseira, acabamentos cromados, lanternas, também, em LED, e para-choque envolvente elevam a sofisticação do SUV.

O interior é ainda mais legal. Os bancos em couro, além de bonitos, são confortáveis e contam com aquecimento, resfriamento e ajuste elétrico — para o motorista. No painel, forros das portas e console central, há uma mistura de materiais emborrachados, alumínio escovado e detalhes imitando madeira.

Se você é conectado com tecnologia, vai curtir a central multimídia SYNC Touch. Ela tem tela de 10,1 polegadas, câmera 360º, compatibilidade com Apple CarPlay (sem fio) e Android Auto (por cabo), além de facilitar o controle de várias funções, como o ar-condicionado digital.

Isso sem falar do Ford Pass, que permite fazer o travamento e destravamento remoto das portas, dar a partida acionando o ar-condicionado, localizar o veículo, conferir a pressão dos pneus e o nível de combustível, receber alertas de funcionamento do veículo e acionar o alarme, tudo através de um aplicativo para celular.

Como beleza e design não são suficientes para agradar os mais exigentes, a Ford optou por um motor 1.5 EcoBoost, a gasolina, com 150cv de potência e 22,9kgfm de torque. A transmissão, automática do tipo CVT, simula oito marchas e tem no conforto o seu maior diferencial.

Com esse trem de força, o Territory acelera de 0 a 100km/h em 11,8s. No quesito consumo, de acordo com a Ford, as médias são de 9,2km/l em ciclo urbano e 11,5km/l, na estrada. Com suas avenidas largas e retas, Brasília nos ajudou a cravar os 10km/l —dentro da cidade. Nada mau para um veículo deste tamanho.

  • Territory aposta em acabamento refinado para enfrentar os concorrentes de peso
    Territory aposta em acabamento refinado para enfrentar os concorrentes de peso Foto: Ford/Divulgação
  • Painel de instrumentos 100% digital e central multimídia chamam a atenção no interior
    Painel de instrumentos 100% digital e central multimídia chamam a atenção no interior Foto: Ford/Divulgação

Projeto abrasileirado

 (foto: Ford/Divulgação)
crédito: Ford/Divulgação

O Territory será importando da China, no entanto, teve participação ativa da Ford Brasil no refinamento de suas características. Cerca de 150 engenheiros e técnicos foram envolvidos no processo de tropicalização.

A lista de acertos envolve, por exemplo, a troca das buchas de suspensão e amortecedores, além de pneus mais silenciosos, adequados às condições das estradas do nosso país. Mesmo com o nosso asfalto, a dirigibilidade é agradável e com ótimo isolamento acústico.

Na fita métrica, o Territory chega como um meio-termo entre o Compass e o Tiguan. O utilitário da Jeep tem 2,63m de espaço entre as rodas, enquanto o da Volkswagen conta com 2,79m. O Territory chega com 2,71m. Ainda assim, sobra conforto para os ocupantes do banco de trás.

A novidade começa a ser vendida, em setembro, como modelo 2021, em duas versões: SEL e Titanium. O Territory SEL vem, de série, com tudo que comentamos, mais seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, ganchos Isofix para cadeiras infantis, chave com sensor de presença e botão de partida, câmera e sensor de ré e piloto automático. O preço? R$165.900. As rodas, no entanto, são 17 polegadas.

A versão Titanium adiciona teto solar panorâmico, rodas maiores, 18 polegadas, e várias tecnologias de assistência ao motorista. Entre os itens, você ostentará piloto automático adaptativo, sistema de alerta de colisão e frenagem autônoma de emergência, monitoramento de ponto cego, sistema de aviso de mudança de faixa, estacionamento automático, entre outros. Nesse caso, o investimento será de R$ 187.900.

Durante a pré-venda, que vai de 7 a 31 de agosto, os 250 primeiros donos do Territory vão receber gratuitamente as três primeiras revisões e um ano de seguro, além de ter o veículo entregue em casa e desinfetado com o serviço Ford Clean. O valor para a efetivação da reserva é de R$ 5 mil.

A pergunta que ronda o segmento é se o lançamento da Ford fará, verdadeiramente, bonito em um território tão disputado, como é o dos SUVs médios. Isso só o tempo dirá.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação