MPF denuncia 21 integrantes da cúpula da Samarco por homicídio qualificado

Entre os denunciados estão o então diretor-presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, e representantes do conselho da mineradora por indicação da BHP e Vale

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2016 15:45 / atualizado em 20/10/2016 20:38

 

Vinte e um integrantes da cúpula da Samarco e representantes da Vale e da BHP Billiton, controladoras da empresa, foram denunciados pelo Ministério Público Federal por homicídio qualificado com dolo eventual pela morte das 19 pessoas em decorrência do rompimento da barragem de Fundão em Bento Rodrigues, subdistrito da cidade de Mariana, na Região Central de Minas.

Leia mais notícias em Brasil


Entre os denunciados estão o então diretor-presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, e representantes do conselho da mineradora por indicação da BHP e Vale. Quatro empresas também são denunciadas na ação. Samarco, Vale e BHP Billiton são acusadas de nove crimes ambientais. Já a consultoria VogBR e o engenheiro Samuel Loures são acusados de apresentação de laudo ambiental falso.

Em nota, a BHP repudiou as acusações e já adiantou que irá apresentar defesa: 

 

“A BHP Billiton está ciente da declaração emitida pelo Ministério Público Federal, que apresentou denúncia criminal perante a Justiça Federal de Ponte Nova, Minas Gerais, contra a BHP Billiton Brasil LTDA, determinados empregados e ex-empregados. Aguardamos receber notificação formal acerca desses procedimentos.

 

A BHP Billiton Brasil repudia veementemente as acusações contra a empresa e os indivíduos denunciados e irá apresentar sua defesa contra as denúncias oferecidas, prestando também todo o suporte na defesa dos indivíduos denunciados.”

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.