SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Procurador no Ceará pede suspensão das provas do Enem

Exame está marcado para ocorrer este fim de semana, mas ocupações nas escolas estão adiando as provas para mais de 191 mil estudantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/11/2016 17:17 / atualizado em 02/11/2016 17:51

Lula Marques / AGPT

 

O procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, ajuizou uma ação na 8ª Vara da Justiça Federal do estado pedindo a suspensão das provas do Enem em todo o país, que estão programados para ocorrer neste fim de semana. Segundo o Ministério Público Federal no Ceará, a redação é o principal motivo para o impasse em dividir o Enem em duas provas, já que existiriam dois temas diferentes. Além disso, os estudantes que fariam a prova depois teriam mais tempo para se preparar.

Leia mais notícias em Brasil

 

Os exames estão oficialmente agendados para este sábado (5/11) e domingo (6), porém, devido a ocupações em 304 escolas em todo o país, eles serão realizados em 3 e 4 de dezembro para para 191.494 estudantes.

Estudantes do país ocupam colégios há cerca de um mês, em oposição à Medida Provisória que prevê reforma no Ensino Médio e a Proposta de Emenda de Emenda à Constituição (PEC) 241. Apesar das ocupações, o Instituto Nacional de Educação e Pesquisa (Inep) afirmou que o cronograma das provas não será alterado e não houve tempo necessário para encontrar outros locais de prova para evitar  adiamento.


No Distrito Federal, cinco escolas que receberiam o Enem estão ocupadas:

CEM 304 de Samambaia

CEM Taguatinga NoRte (CEMTN)

Centro Educacional 1 de Planaltina (Centrão)

Instituto Federal de Brasília (IFB) - Campus Riacho Fundo I

Instituto Federal de Brasília (IFB) - IFB Campus Samambaia

 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade