SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Chapecoense estuda processar empresa aérea LaMia

Novo presidente do clube diz que ação judicial é um problema posterior a ser tratado pela direção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Chapecó (SC) — Ivan Tozzo anunciou em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (30) que é o novo presidente da Chapecoense. Assume o lugar Sandro Pallaoro, morto na tragédia do voo de Medellín. Mesmo exausto, falou sobre o futuro do clube, que vive seu momento mais difícil em 43 anos.

Questionado pelo Correio sobre a possibilidade de processar a companhia aérea LaMia, Tozzo deu a entender que o clube acionará a Justiça no momento adequado. "Isso é um problema posterior, estamos cuidando da questão humanitária primeiro. Num segundo momento, vamos estudar as medidas judiciais cabíveis."

O novo presidente do clube disse, ainda, acreditar na teoria da falta de combustível. "Tudo se encaminha para uma pane seca", disse.

 

 

Empresa com tradição


Tozzo recusou a ideia de que a escolha de uma companhia pequena seria uma falha da direção do clube. "Essa empresa tinha tradição em transportar equipes de futebol. Temos vários exemplos. Seleção boliviana, Argentina, Venezuela.... Não tínhamos por que duvidar disso. Fomos a Barranquila com eles. O custo foi em torno de cento e poucos mil dólares", afirmou.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade