Câmeras flagram estupro em bairro de Belo Horizonte; autor foi preso

Vítima foi levada para o Hospital Odilon Behrens para ser medicada. Homem deu um golpe de estrangulamento na mulher, que desmaiou antes de ser estuprada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/11/2017 12:57

Uma mulher foi vítima de um estupro em uma praça no Bairro Carlos Prates, Noroeste de Belo Horizonte (MG), no início na manhã desta quinta-feira (30/11). O crime foi registrado por câmeras do Olho Vivo e o suspeito do crime foi preso. 

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima contou que estava no Terminal JK, no Centro de BH, quando o agressor se aproximou e perguntou as horas. A mulher aproveitou a conversa e perguntou ao homem sobre como pegar um ônibus. Neste momento, ele se ofereceu para acompanhá-la, mas no meio do caminho mandou que ela ficasse quieta e a amaeaçou de morte. 

Ainda segundo o registro da mulher, ele a levou para a Praça Pisa na Fulô onde aplicou um mata-leão (um golpe de estrangulamento) na vítima. Com medo, ela fingiu um desmaio e acabou sendo estuprada. O homem ainda revirou a bolsa da mulher e roubou um celular antes de fugir. 

Entretanto, com o registro das câmeras do Olho Vivo, monitoradas pela PM, o homem foi localizado e preso minutos depois no Elevado Dona Helena Greco. O agressor resistiu à prisão e teve ferimentos nos braços e no rosto. O homem foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento do Hospital Odilon Behrens para cuidados médicos. Já a mulher, vítima do estupro, também foi levada para o hospital, onde passou por exames. 

A ocorrência foi entregue na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher onde será investigada. 

Mais uma vítima 

Durante a ocorrência, os militares verificaram que no dia 24/11 uma mulher também foi violentada na Avenida Nossa Senhora de Fátima, no Carlos Prates, por um homem que tinha as mesmas características do suspeito preso nesta manhã. 

No dia do crime, a segunda vítima relatou que andava pela avenida quando o agressor a abordou e cometeu o estupro. A mulher gritou por socorro e o homem fugiu e não foi preso. Nesta manhã, ele foi identificado pela vítima e será investigado também por este crime. 

*Sob supervisão do editor Benny Cohen 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.