Corregedoria da Polícia Civil apura selfies de policiais com Rogério 157

As fotos tiradas pelos policiais com o traficante detido circularam nas redes sociais e, na visão do secretário de segurança pública, Roberto Sá, são fruto de "euforia"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/12/2017 15:03 / atualizado em 06/12/2017 15:15


Imagem de Divulgação
 
A corregedoria interna da Polícia Civil abriu um processo para apurar a divulgação de selfies e fotos de policiais civis com o traficante Rogério 157, preso na manhã de quarta-feira (6/12). As fotos tiradas pelos policiais com o traficante detido circularam nas redes sociais e, na visão do secretário de segurança pública, Roberto Sá, são fruto de "euforia".

"A gente não deve glamourizar criminosos. Ele é mais um dos 4 mil criminosos que as polícias prendem por mês, mesmo com a escassez de recursos. Mas é emblemática, sim, essa prisão. Então, houve uma euforia, uma alegria, que é muito possível pelas fotos que tenha passado do ponto", disse Sá.
 

O secretário defendeu que é preciso "compreender a euforia", mas enfatizou que qualquer tipo de ato que "glamourize" criminosos deve ser reprovado.

O chefe da Polícia Civil, Carlos Leba, informou que os policiais envolvidos prestarão esclarecimentos em oitivas.

"O evento já é objeto de apuração pela corregedoria interna, inclusive motivando a oitiva das pessoas envolvidas, porque entendemos que o que sai do protocolo tem que ser objeto de esclarecimento e aperfeiçoamento", disse Leba.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.