Publicidade

Estado de Minas

Assim como os EUA, Brasil tem lista de países que não indica para Turismo

Entre os destinos para os quais os brasileiros não devem viajar, segundo o Ministério das Relações Exteriores, estão o Afeganistão, Iraque, Líbia e Síria


postado em 12/01/2018 20:30 / atualizado em 12/01/2018 20:36

(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)

 

A decisão dos Estados Unidos de recomendar cautela aos norte-americanos que desejam visitar as regiões de Ceilândia, Santa Maria, São Sebastião e Paranoá provocou reações nos brasilienses e levou até o Governo do Distrito Federal a emitir uma nota repudiando a atitude. No entanto, as recomendações de viagem não são uma exclusividade dos EUA. O próprio Brasil tem uma lista, do Ministério das Relações Exteriores (MRE), que conta com 28 países que não deveriam ser visitados por brasileiros.

 

Leia as últimas notícias de Brasil 

 

A lista norte-americana é divida em quatro categorias: "exercer cuidados normais”, “tomar cuidados maiores”, “reconsiderar viagem” e “não viajar”. O Brasil foi enquadrado na segunda. Já a lista brasileira tem cinco divisões: "viajar com precauções normais de segurança", "viajar com grau moderado de cautela", "viajar com alto grau de cautela", "evitar viagens não-essenciais" e "não viajar". A grande maioria dos 195 países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas está enquadrado nas duas categorias intermediárias.

 

Apesar de a lista reservar poucas surpresas, é possível encontrar alguns países bem visitados por brasileiros entre os que demandam um grau moderado de cautela. É o caso de quase todos os nossos vizinhos sul-americanos, como Chile, Colômbia, Paraguai e Peru, além de algumas nações europeias, como Croácia, Eslováquia, Polônia e até da Rússia, sede da próxima Copa do Mundo.

 

Os dois últimos níveis reúnem 28 países. Entre os destinos para os quais os brasileiros não deveriam viajar, segundo o Ministério das Relações Exteriores, estão como Afeganistão, Iraque, Líbia e Síria. Já as viagens para a Coreia do Norte, Etiópia, Nigéria e Paquistão, entre outros, só devem ser feitas em caso de necessidade.

 

Ver galeria . 81 Fotos Afeganistão - Não viajarItamaraty/Divulgação
Afeganistão - Não viajar (foto: Itamaraty/Divulgação )
 

 

De acordo com o Itamaraty, as recomendações de viagem são feitas levando em conta "o contexto de infraestrutura, segurança e saúde, bem como a situação geral do país escolhido como destino, avaliando os riscos potenciais de uma viagem a cidadãos brasileiros". Todas as recomendações podem ser consultadas no Portal Consular do Ministério das Relações Exteriores.

 

Recomendações sobre visitas aos EUA

 

Apesar de os Estados Unidos figurarem no primeiro nível — que envolve os países mais seguros — da lista de recomendações, o Itamaraty faz algumas ressalvas em relação ao país norte-americano. A primeira delas diz respeito às precauções que devem ser tomadas em locais com grande concentração de pessoas "como parques temáticos (cidade de Orlando) e atrações turísticas, hotéis e grandes centros de compra (Miami)".

 

Também são feitas recomendações especiais para os brasileiros que desejam visitar as cidades de Los Angeles, São Francisco e Atlanta. Na primeira, os turistas são aconselhados a "evitar andar desacompanhado ou estacionar em áreas desertas". Já na segunda, é preciso atenção nas regiões centrais da cidade, como Tenderloin e Civic Center, avaliadas pelo Itamaraty como "não tão seguras". Por fim, na terceira, foi observado um aumento nos casos de furto de passaportes e, por isso, é importante ficar alerta.

 

Confira a lista com as recomendações de viagem do Ministério das Relações Exteriores:

>> Viajar com precauções normais de segurança

38 países
 
Alemanha
Andorra
Argentina
Austrália
Áustria
Bélgica
Canadá
Catar
Coreia do Sul
Dinamarca
Emirados Árabes Unidos
Eslovênia
Espanha
Estados Unidos
Finlândia
França
Grécia
Holanda
Irlanda
Islândia
Itália
Japão
Liechtenstein
Luxemburgo
Malta
Mônaco
Noruega
Nova Zelândia
Portugal
Reino Unido
República Tcheca
San Marino
Singapura
Suécia
Suíça
Taiwan
Uruguai
Vaticano
 

>> Viajar com grau moderado de cautela

69 países
 
Albânia 
Antígua e Barbuda
Armênia
Azerbaijão 
Bahamas
Barbados
Belarus
Bolívia
Bósnia e Herzegovina
Botsuana
Brunei
Bulgária
Butão
Cabo Verde
Camboja
Cazaquistão
Chile
China
Chipre
Colômbia
Comores
Costa Rica
Croácia
Cuba
Dominica
Equador
Eslováquia
Estônia
Filipinas
Geórgia
Granada
Guiana Francesa
Hungria
Ilhas Marshall
Ilhas Salomão
Kiribati
Laos
Letônia
Lituânia
Macedônia
Malásia
Maldivas
Maurício
Micronésia
Moldova
Mongólia
Montenegro
Nauru
Omã
Palau
Panamá
Paraguai
Peru
Polônia
Porto Rico
Romênia
Rússia
Samoa
Santa Lúcia
São Cristóvão e Névis 
São Tomé e Príncipe 
São Vicente e Granadinas 
Seicheles 
Sérvia
Trinidad e Tobago 
Turquia
Tuvalu
Uzbequistão 
Vietnã

>> Viajar com alto grau de cautela

60 países
 
África do Sul
Angola
Arábia Saudita
Argélia
Bahrein
Bangladesh
Belize
Benim
Burkina Faso
Camarões
Costa do Marfim
Egito
El Salvador
Fiji
Gabão
Gana
Guatemala
Guiana
Guiné Equatorial
Haiti
Honduras
Índia
Indonésia
Irã
Israel
Jamaica
Jordânia
Kuwait
Lesoto
Líbano
Madagascar
Malauí
Marrocos
Mauritânia
México
Moçambique
Myanmar 
Namíbia 
Nepal
Nicarágua
Palestina
Papua-Nova Guiné 
Quênia
Quirguistão 
República Dominicana
Senegal
Sri Lanka 
Suazilândia 
Suriname
Tadjiquistão 
Tailândia
Tanzânia
Timor Leste
Togo
Tunísia
Turcomenistão 
Ucrânia
Venezuela
Zâmbia
Zimbábue
 

>> Evitar viagens não-essenciais

18 países
 
Burundi
Chade
Coreia do Norte
Djibouti
Etiópia
Gâmbia
Guiné
Guiné-Bissau
Libéria
Mali
Nigéria
Paquistão
República Democrática do Congo 
República do Congo
Ruanda
Serra Leoa
Sudão
Uganda
 

>> Não viajar

10 países
 
Afeganistão
Eritréia
Iêmen
Iraque
Líbia
Níger
República Centro-Africana 
Síria
Somália
Sudão do Sul

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade