Publicidade

Estado de Minas

No Rio, Linha Amarela tem novo bloqueio após ataques de criminosos

De acordo com a Polícia Militar, uma viatura que passava pela Linha Amarela foi atacada hoje, por tiros, sem confronto com os criminosos


postado em 01/02/2018 12:03

Ontem a via expressa foi interditada por três vezes, pela ação de moradores da comunidade(foto: Reprodução/Twitter)
Ontem a via expressa foi interditada por três vezes, pela ação de moradores da comunidade (foto: Reprodução/Twitter)

 
A Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro, que liga as zonas norte e oeste da cidade foi interditada na manhã desta quinta-feira (1°). Ontem o intenso tiroteio resultou na morte de três criminosos, entre eles, um dos líderes do tráfico de drogas da Cidade de Deus, Rodolfo Pereira da Silva. 
 
 
Ontem a via expressa foi interditada por três vezes, pela ação de moradores da comunidade, revoltados com a ação da Polícia Militar (PM).  A concessionaria que administra a via fechou as pistas na altura da Cidade de Deus, na chegada à zona oeste, por motivos de segurança, após tiroteio por volta das 8h15 da manhã. 

De acordo com a Polícia Militar, uma viatura que passava pela Linha Amarela foi atacada hoje, por tiros, sem confronto com os criminosos. A PM informou que não realizava operação na comunidade no momento do ataque. O trânsito na via expressa foi totalmente liberado às 8h57, de acordo com a concessionária Lamsa, que administra a Linha Amarela.

O policiamento na Cidade de Deus segue reforçado pela Polícia Militar na parte alta, do conjunto habitacional Gabinal Margarida e, na parte baixa, onde ficam as casas da comunidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade