Publicidade

Estado de Minas

Após perdão, vítima paga advogado para soltar homem que o esfaqueou

Após receber alta do hospital, o homem passou a integrar um movimento evangélico. Ali, decidiu perdoar o seu algoz


postado em 05/02/2018 10:54

Agora, ambos fazem parte do mesmo movimento evangélico e se dizem amigos(foto: João Hélio Advogados/Divulgação )
Agora, ambos fazem parte do mesmo movimento evangélico e se dizem amigos (foto: João Hélio Advogados/Divulgação )
 
Após passar mais de seis meses preso por esfaquear um colega de trabalho, Hugo Ferreira, de 29 anos, foi solto por um advogado pago pelo homem vitimado por ele. O caso inusitado foi registrado em Sousa, no interior da Paraíba. Hugo, que era flanelinha, discutiu com Sebastião Felizardo e o esfaqueou no meio da rua. Um Policial Militar que passava pelo local na hora da tentativa de homicídio o prendeu em flagrante e a vítima foi encaminhada para um hospital da região, precisando passar quatro dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para se recuperar dos ferimentos.
 

Após receber alta do hospital, o homem passou a integrar um movimento evangélico. Ali, decidiu perdoar o seu algoz. “Hugo já estava preso há uns quatro meses. Falei para Sebastião que a parte da acusação era com o Ministério Público, que não havia necessidade da minha participação no processo, mas então ele explicou que queria minha ajuda para soltar o seu algoz, e não condená-lo”, explicou o advogado João Hélio em entrevista à TV Cabo Branco.

Uma audiência foi realizada pouco tempo depois e o juiz José Normando Fernandes revogou a prisão do homem após a própria vítima dizer em depoimento que queria retirar o processo. Agora, ambos fazem parte do mesmo movimento evangélico e se dizem amigos.
 
Via Curiosamente 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade