Publicidade

Estado de Minas

Galo da Madrugada, em Recife, une tradição e folia no desfile

Foliões aproveitam também os camarotes


postado em 10/02/2018 17:29

Recife -  O Galo da Madrugada, o bloco mais popular de Pernambuco, completa 40 anos e fica cada vez mais profissional. Bem democrático, com opção de diversão para todos os tipos de bolsos e público, a folia tradicional das manhãs do sábado de carnaval recifense também tem espaços destinados aos vips e aos mais abonados: os camarotes, tão comuns na Marquês de Sapucaí, no Rio, e no circuito Barra-Ondina, em Salvador.

No Camarote Oficial do Galo, na Praça Sérgio Loreto, mal passava das 9h e os garçons andavam a mil por hora. Espumante, cerveja, gin e uísque para satisfazer os foliões mais exigentes. “É um novo jeito de pular carnaval no Recife, sem dúvida. A segurança é o principal atrativo”, diz o advogado Marcos Ferreira, 39 anos, acompanhado da mulher, Renata, 38, e das filhas Julia, 9, e Andressa, 6.

O camarote oficial do Galo, no entanto, tem rivais à altura. Ao longo do percurso pelo qual passam os 40 trios elétricos do bloco, há dezenas de espaços que cobram para abrigar os clientes. Os mais simples, normalmente em cima de casa ou pequenos comércios, custam de R$ 50 a R$ 70, com cerveja, água e refrigerante. Os mais sofisticados, com estrutura removível, e instalados ao redor da Praça Sérgio Loreto, têm a entrada a partir de R$ 200 (no caso de vendas antecipadas, mas que parte de R$ 350 para os retardatários de última hora). No cardápio, no geral, bufê de frios e bebidas alcoólicas. 

Para o secretário de Turismo de Pernambuco, Felipe Carreras, a profissionalização do carnaval de Recife é importante para trazer um público novo para o estado. “Recife tem o melhor carnaval de rua, totalmente gratuito do país, mas há um público que quer pagar por mais conforto e segurança. É a regra de mercado. Se há demanda, nada mais normal que a iniciativa privada ofereça serviços diferenciados para agregar valor ao nosso carnaval”, afirma.

A expectativa é de que 300 mil a 500 mil turistas estejam no Recife, com uma ocupação de pelo menos 95% da rede hoteleira, para os quatro dias de carnaval. Em todo o estado, são esperadas 1,7 milhão de pessoas em todo o período momesco, incluindo aí as festas pré-carnavalescas.

*O repórter viajou a convite do governo de Pernambuco e da Prefeitura do Recife.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade