Confira o horário de funcionamento dos shoppings da cidade neste carnaval

Os estabelecimentos tem horários especiais para esta data

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/02/2016 18:02 / atualizado em 07/02/2016 19:59

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press


Quem quiser ir ao cinema, fazer um lanche ou até comprar umas roupinhas durante o carnaval tem que ficar atento ao funcionamento dos shoppings, que operam em horários especiais. Confira os horários e não dê viagem perdida:

Park Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h; espaço gourmet das 12h às 23h
Terça-feira (9/2) - lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h; espaço gourmet das 12h às 23h
Quarta-feira de cinzas (10/2): lojas funcionam das 13h às 22h; alimentação e lazer, das 12h às 22h; espaço gourmet, das 12h às 23h

Pátio Brasil Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 20h; sessões de cinema normais
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 20h; sessões de cinema normais
Quarta-feira (10/2): lojas funcionam das 13h às 22h; alimentação e lazer, das 12h às 22h

Conjunto Nacional
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 20h, com funcionamento facultativo
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 20h, com funcionamento facultativo
Quarta-feira (10/2): lojas funcionam das 13h às 22h; alimentação e lazer, das 12h às 22h

Casa Park
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação das 12h às 20h; sessões de cinema normais
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação das 12h às 20h; sessões de cinema normais
Quarta-feira (10/2): alimentação, lazer e lojas funcionam das 13h às 22h; sessões de cinema normais

Brasília Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação das 12h às 22h
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação das 12h às 22h
Quarta-feira (10/2): lojas das 13h às 22h; alimentação de 12h às 22h

Iguatemi Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação das 11h às 22h; lazer e cinema das 11h às 22h
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação das 11h às 22h; lazer e cinema das 11h às 22h
Quarta-feira (10/2): lojas das 13h às 22h; alimentação das 11h às 22h; lazer e cinema das 11h às 22h

Boulevard Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação com funcionamento facultativo; sessões de cinema normais; Carrefour das 8h às 22h
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação com funcionamento facultativo; sessões de cinema normais; Carrefour das 8h às 22h
Quarta-feira (10/: lojas das 13h às 22h; sessões de cinema normais; alimentação das 12h às 22h; Carrefour com funcionamento normal

Terraço Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h
Quarta-feira (10/2): lojas das 13h às 22h; alimentação e lazer de 12h às 22h

Taguatinga Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h
Quarta-feira (10/2): lojas das 13h às 22h; alimentação e lazer de 12h às 22h

JK Shopping
Segunda-feira (8/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h
Terça-feira (9/2): lojas fechadas; alimentação e lazer das 12h às 22h
Quarta-feira (10/2): lojas das 13h às 22h; alimentação e lazer das 12h às 22h
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Elisângela
Elisângela - 09 de Fevereiro às 11:35
É...então é bom respeitar a legislação trabalhista, quem sabe um dia ela "moderniza" rsrs. E depois, todos merecem pular o carnaval!
 
Luiz
Luiz - 08 de Fevereiro às 11:11
Uma coisa eu garanto, loja fechada não gera lucro, só prejuízo. Lojistas não tem mais o luxo de fechar as portas e não é por causa da crise, sempre tem pessoas querendo comprar. A população de Brasília está maior que dos anos 90, que ficava praticamente deserta nessa época.
 
Vinicius
Vinicius - 08 de Fevereiro às 12:18
Infelizmente o Sindicato não permite a abertura das lojas. O lojista que quiser contrariar essa decisão está sujeito a uma multa de quase R$ 500 por funcionário trabalhando. Não é questão de luxo, mas sim de atender à legislação trabalhista, essa sim, bastante arcaica.