Bloco da Preta reúne 40 mil foliões no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson

Apesar da tarde chuvosa, brasilienses aproveitaram o sábado com a cantora Preta Gil no trio elétrico

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/02/2016 21:21 / atualizado em 13/02/2016 22:35

Marcelo Ferreira/CB/DA Press
 

 

A cantora Preta Gil apresentou o Bloco da Preta pela primeira vez em Brasília, neste sábado (13/2), no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson. Ela subiu ao palco por volta das 20h15 com a música Stereo, uma das mais famosas da artista. Mesmo com a tarde chuvosa, a festa reuniu 40 mil pessoas. 

 

Em entrevista ao Correio, Preta comentou sobre a mudança no carnaval de rua da cidade. "Eu fiquei acompanhando os bloquinhos daqui e vi muita gente que aproveitou o carnaval literalmente na rua. Fico muito feliz de ver Brasília se aponderando disso e ganhando sua força", disse. A cantora afirmou ainda que não entende pessoas que são contra o carnaval, já que todos têm o direito de curtir. "A festa tem a função de transgredir, extrapolar. E apesar de ser uma festa de máscaras, é onde as máscaras caem." 

 

Com uma hora e 40 minutos de atraso, os portões só foram abertos às 16h40. Enquanto a Preta não começava o show, a banda Carnavalia agitou o público. Antes deles, músicas de sertanejo universitário e axé animaram a plateia. O hit da metralhadora foi o ponto alto da animação dos foliões presentes.

Marcelo Ferreira/CB/DA Press


"Popular e democrática"

É a primeira vez que os quatro amigos do Gama têm a oportunidade de aproveitar um show da Preta Gil. Fãs da cantora, eles destacam que a artista consegue reunir a diversidade do público. "Adoramos a Preta. Ela é popular, democrática, representa o amor, a verdade e é maravilhosa", ressaltou a estudante Rayanne Martins, 28 anos.

"Viemos com as coras para identificar os amigos e estamos ainda no clima do carnaval" destacou o farmacêutico Robson Vieira, 26 anos. "Viemos para divar", completou a amiga. Eles estavam com outros dois amigos: o professor Kayran Fernandes, 24, e o bancário Anderson Dias, 25.

As amigas Nygara Lopes, 25 anos, recepcionista e Kelly Cristina Bento, 21, auxiliar administrativo estavam acompanhadas de um grupo de cinco amigos para aproveitar o bloco da Preta. Fantasiados, eles curtiam o pre-show antes da cantora começar a apresentação. "Eu sou fã da Preta e é a primeira vez que tenho oportunidade de estar em um show. Inclusive dizem que eu pareço com ela", destacou Nygara. "O show vai ser de muita alegria e diversão. O carnaval não acabou", completou a amiga Kelly.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
augusto
augusto - 15 de Fevereiro às 09:28
Nem entro nessa coisa de gasto, essa tal de Preta Gil, seria talvez a última coisa que levaria para Brasília... Mas quem hospeda Dilma, reclamar de que...
 
Samuel
Samuel - 15 de Fevereiro às 08:39
O evento foi patrocinado por uma marca de cerveja. Quanto á reclamações de se disponibilizar serviços publicos de saude e segurança para o evento, apenas gostaria de lembrar-lhes que cada latinha de cerveja paga-se em média 55% de impostos. Para uma garrafa de vodka, absurdos 81,52% do valor é de imposto. Entao estes serviços publicos sao pagos por quem está ali consumindo bebidas alcoolicas, ainda sobra para bancar para o resto da sociedade e abastecer os cofres publicos. Quem nao gosta, fica em casa ou vai fazer outra coisa q lhes de prazer ao inves de ficar criticando.
 
Ademar
Ademar - 15 de Fevereiro às 07:23
Maysa deixa de falar besteiras porque o GDF gasta milhões com deslocamento de policiais, bombeiros, ambulâncias que deveriam estar atendendo a população que realmente precisa ao invés de ficar de plantão atendendo bêbados, drogados e todo tipo de gente à toa! Gastam milhões com pessoal e material e com o tratamento dos infectados com HIV, hepatite, e todo tipo de doenças que se espalham nessa festa maligna!
 
Ademar
Ademar - 15 de Fevereiro às 07:15
Essa porcaria só gera prejuízos e essa mulher que só fala besteiras criticando quem odeia essa festa? Aí, os imbecis dizem que a culpa do atraso no Brasil é da Dilma, Lula, PT e demais políticos!
 
Maysa
Maysa - 14 de Fevereiro às 18:08
Cara! Que gente chata que comenta aqui! É só uma festa! Eles não estando lá, não estariam fazendo o país melhor. Os que reclamaram aqui não estavam la né? E aí fizeram o quê?
 
Roberto
Roberto - 14 de Fevereiro às 13:29
Qual o interesse do correio em promover essa nulidade, moral e cultura?
 
Roberto
Roberto - 14 de Fevereiro às 13:29
Qual o interesse do correio em promover essa nulidade, moral e cultura?
 
Mauro
Mauro - 13 de Fevereiro às 23:19
Péssimo gosto. A mulher não canta nada...
 
david
david - 13 de Fevereiro às 22:39
São eleitores do Aécio!!!kkkkkk
 
david
david - 13 de Fevereiro às 22:38
Enquanto pessoas estão morrendo nos hospitais por falta de médicos, remédios, medicamentos o governo está investindo em carnaval, Bando de FDP.
 
Maysa
Maysa - 14 de Fevereiro às 18:12
O evento foi pago, não dado pelo governo. Havia uns convites limitados na internet, mas o resto pago.