David Matos, ligado a Erenice Guerra, assume diretoria do Metrô-DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 06/01/2011 11:24 / atualizado em 06/01/2011 12:55

Lilian Tahan

Paulo de Araújo/CB/D.A Press
David José de Matos (PSC) é o novo diretor da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). Matos já fazia parte do governo. Na gestão de Rosso, inicialmente assumiu a Secretaria de Obras, mas depois foi nomeado presidente dos Correios e Telégrafos, por indicação direta da ex-ministra chefe da Casa Civil, Erenice Guerra – apontada como protagonista de um suposto esquema de tráfico de influência na estrutura ministerial do governo Lula.

O novo diretor do Metrô é engenheiro eletricista, pós-graduado em administração, operação de sistemas elétricos, gestão de recursos hídricos e economia da energia. Também foi funcionário da Eletronorte.

Matos já foi adjunto do vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) na Agência de Infraestrutura e Obras no governo de Joaquim Roriz e, também, presidente da Agência Reguladora de Águas e Saneamento (Adasa), por indicação de Filippelli.

No tempo que esteve à frente da Secretaria de Obras, Matos chegou a ser questionado pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) acerca irregularidades em licitação para exploração de cemitérios. Além disso, também foi aberto inquérito contra ele para apurar crime ambiental praticado pela secretaria durante sua atuação.

O substituto de Matos no comando dos Correios é o sindicalista Wagner Pinheiro, que presidia a Petros, o fundo de pensão da Petrobras.

publicidade

Tags:

publicidade