Homem descobre que tem diabetes, perde o controle e descarrega arma em casa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 06/09/2011 10:18 / atualizado em 06/09/2011 16:03

Um homem foi preso durante a noite desta segunda-feira (5/9) em Ceilândia Norte após ser flagrado pela polícia por posse ilegal de arma de fogo. Segundo Neto Tavares, delegado-chefe da 19ª Delegacia de Polícia (Setor P Norte), responsável pela região, o revólver seria de uso restrito do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Gilson Ribeiro Siqueira, 34 anos, foi encontrado dentro de casa, na QNP 23 do Setor P Norte, após vizinhos escutarem inúmeros disparos. De acordo com o delegado, o revólver calibre .40 foi roubado há alguns dias de um servidor do Instituto.

No entanto, a assessoria de imprensa do Ibama negou que a arma pertence ao Instituto, pois o número de série do revólver não consta nos regitros. Além disso, o objeto não estava identificado com o brasão do Ibama, algo obrigatório em armas do órgão.

De acordo com o delegado, Gilson informou que conseguiu a arma após trocá-la com um homem por uma bicicleta que tinha em casa. A polícia ainda não sabe quem é esta pessoa. Os disparos efetuados pelo morador de Ceilândia Norte não atingiram ninguém, apenas os móveis, as janelas, o teto da casa e alguns objetos. Segundo Neto Tavares, os problemas começaram após o homem de 34 anos descobrir que tem diabetes.

"Ele não possui sérios problemas psicológicos, mas ficou transtornado ao saber da doença. Gilson se trancou no banheiro e em seguida resolveu atirar no que via pela frente, exceto nas pessoas. O nível de estresse dele era alto", conta o delegado. Neto Tavares disse ainda que estavam em casa a família do rapaz e a companheira, que ficaram assustados.

O morador de Ceilândia Norte vai responder pelos crimes de receptação, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e disparo de arma de fogo. "A pena deve ultrapassar dez anos de reclusão e a Justiça vai definir se ele fica em regime fechado ou cumpre algumas medidas", completou o delegado-chefe da 19ª DP.

publicidade

Tags:

publicidade