Cidades

Detran vai converter multas de infrações leves e médias em advertências

Inédita no país, a medida vale apenas para os condutores que não tiverem cometido nenhum outro deslize nos últimos 12 meses

Adriana Bernardes
postado em 11/03/2013 06:23
 (foto: Edilson Rodrigues/CB/D.A.Press)
(foto: Edilson Rodrigues/CB/D.A.Press)
O bom motorista que, por descuido, cometer uma infração média ou leve não será multado nem perderá pontos na carteira. O deslize será punido pelo Departamento de Trânsito (Detran) com uma advertência por escrito. A medida está prevista em lei e entra em vigor no Distrito Federal em 15 dias. Se estivesse valendo hoje, 162.433 pessoas teriam direito ao benefício e a autarquia deixaria de arrecadar R$ 12.117.501,42.

O brigadista Fábio Souza diz que nunca foi multado. Ele se mostrou surpreso com a medida que será adotada pelo Detran do Distrito Federal
Para conseguir a conversão da multa em advertência, o interessado nem sequer precisará ir ao Detran. Bastará entrar no site, digitar os dados do veículo e do condutor. Imediatamente, o sistema fará uma varredura no prontuário do motorista e responderá se ele se encaixa no perfil. Em caso positivo, é só o condutor imprimir o comprovante. Estão excluídos da lista os infratores contumazes. E mesmo os cautelosos só poderão requerer a transformação da multa em advertência uma única vez a cada 12 meses.

Entre os deslizes de natureza média passíveis de perdão estão dirigir com o braço do lado de fora do veículo; usar fone de ouvido; e conduzir motocicleta sem segurar o guidom. Na categoria das infrações leves são incluídas situações como conduzir o veículo sem documento de porte obrigatório; parar afastado da guia de 50cm a 1m; e usar buzina de forma prolongada.

Inédita no país, a medida vale apenas para os condutores que não tiverem cometido nenhum outro deslize nos últimos 12 meses
Inédita no país, a medida vale apenas para os condutores que não tiverem cometido nenhum outro deslize nos últimos 12 meses

Confira a reportagem da TV Brasília

[VIDEO1]

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação