cidades df
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Foragido da polícia há 15 anos é preso em Ceilândia por homicídio O suspeito teria matado três pessoas, além de ter tentando assassinar uma quarta em Ceilândia e Estrutural

Publicação: 12/12/2013 17:12 Atualização: 12/12/2013 17:57

Foragido desde 1998: depois de praticar os crimes, Edmar Sousa fugiu para outros estados brasileiros, o que dificultou as buscas da polícia  (Polícia Civil/Divulgação )
Foragido desde 1998: depois de praticar os crimes, Edmar Sousa fugiu para outros estados brasileiros, o que dificultou as buscas da polícia


Um homem foragido da polícia há 15 anos foi preso, nessa quarta-feira (11/12), pela Delegacia de Capturas e Polícia Interestadual (DCPI), da Polícia Civil. Edmar Dias de Sousa, de 44 anos, é suspeito de matar três pessoas e tentar matar uma quarta. Os crimes ocorreram em 1998 e em 2007, nas regiões de Ceilândia e Estrutural. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (12/12). 

De acordo com a delegada da DCPI, Mailine Alvarenga, a polícia prendeu o suspeito em Ceilândia durante o cumprimento de um mandado de prisão preventiva, expedido após denúncia feita pelo Ministério Público do Distrito Federal (MPDF). Segundo a delegada, em 1998, Edmar, também conhecido como Animal ou Piauí, teria matado a tiros um homem na QNN 21, em Ceilândia Norte. Um mês após o primeiro crime, ele teria praticado um segundo homicídio, além de uma tentativa, na QNN 23 da cidade.

Leia mais notícias em Cidades


Segundo a polícia, o suspeito fugiu do Distrito Federal e só foi localizado novamente em 2007, quando matou a facadas uma terceira pessoa, na Quadra 17 da Estrutural. Depois do crime ele fugiu para os estados de Mato Grosso e Piauí.

A delegada Mailine explica que a demora para a polícia conseguir localizar o suspeito se deve ao fato de Edmar ter mudado de endereço várias vezes seguidas, tanto dentro do DF, quanto em outros estados. Além disso, segundo a delegada, as pessoas que conheciam Edmar tinham medo de denunciá-lo.

O acusado foi transferido para o Centro de Detenção Provisória da Polícia Civil, onde responderá por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. De acordo com Mailine, ele não confessou os crimes. 

 

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE


  • Últimas notícias
  • Mais acessadas