Morar Bem: GDF convoca mais de 16 mil famílias para casa própria

Mais de 79 mil pessoas já foram habilitadas pelo programa e devem apresentar às instituições bancárias os dados para o financiamento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/12/2013 15:00 / atualizado em 27/12/2013 15:42

Thiago Soares

Ed Alves/Esp. CB/D.A Press

Mais de 16 mil famílias foram convocadas pelo Programa Minha Casa Minha Vida / Morar Bem para comprovar as informações declaradas no ato da inscrição. A convocação desta sexta-feira (27/12) é a última do ano. Até o momento mais de 79 mil famílias foram habilitadas no programa, de acordo com dados da Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab).

Da nova listagem, 10 mil se inscreveram diretamente no site do programa e 6.386 foram inscritos por meio de entidades como cooperativas e associações comunitárias. A entrega dos documentos ocorre entre 3 de fevereiro e 7 de março, conforme cronograma estabelecido pela Sedhab e pela Companhia de Desenvolvimento Habiltacional (Codhab). As famílias que não comparecem serão consideradas desistentes, com o cancelamento da habilitação, tornando o cadastro inativo.

Os convocados que realizaram a inscrição individual terão que apresentar os documentos no Núcleo de Atendimento da Codhab, no Setor Comercial Sul, Quadra 4, Edifício Embaixador. Já os inscritos pelas entidades terão que comparecer ao Núcleo de Atendimento no Edifício Sedhab, na quadra 6 do SCS. Ambos atendimentos funcionarão de segunda a sexta das 8h às 16h.

Segundo o vice-governador Tadeu Filippeli, a nova convocação representa mais um passo na meta de 100 mil unidades de moradias estabelecidas pelas políticas de habitação do GDF. “Já concluímos 93% da nossa meta com editais lançados. Já temos 79 mil famílias habilitadas, 20 mil unidades em fase de construção e mais 39 mil em fase de contratos”, detalhou Filippeli.

Leia mais notícias em Cidades

Os imóveis do Morar Bem estão localizados nas cidades do Gama, São Sebastião (Jardins Mangueiral), Sobradinho, Samambaia, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo II, Paranoá, Itapoã e Planaltina. Se habilitada, a família pode manifestar interesse por até três localidades. O programa atende todas as faixas salariais, a menor prestação é de R$ 25 mensais, porém, a prestação varia de acordo com a renda familiar.

De acordo com Geraldo Magela, secretário da pasta, o Morar Bem não apresenta atrasos. Ele informou que os processos de localização, bem, como os de licitação e contratos estão sendo efetuados em conjunto para garantir a agilidade e segurança do programa. “A partir de fevereiro do próximo ano, teremos entrega de unidades mês a mês, porém, alguns empreendimentos terão que ser entregues em 2015”, explicou.