cidades df
  • (15) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Greve dos metroviários chega ao quarto dia com estações lotadas Os passageiros que optaram ir de ônibus também encontram paradas cheias

Ailim Cabral

Rodolfo Costa

Publicação: 07/04/2014 08:20 Atualização: 07/04/2014 15:07

Quando os trens chegam, o cenário é de tumulto nas estações (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Quando os trens chegam, o cenário é de tumulto nas estações

O segundo dia útil de greve do metrô lotou ainda mais as paradas de ônibus do Distrito Federal, nesta segunda-feira (7/4). Nas estações, as esperas são prolongadas, trens lotados e atrasos. De acordo com a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), sete trens estão em circulação, nos dias normais são 24.

Os passageiros que conseguem embarcar nos poucos trens em circulação ficam espremidos nas portas. Dez estações estão fechadas para embarque. O intervalo entre os trens nas estações de Samambaia e Ceilândia é de 30 minutos. Em Águas Claras, a cada 15 minutos chega uma composição.

O presidente da companhia, Alberto Siqueira, percorre algumas estações com o gerente de operações do Metrô-DF e avalia a situação que a greve está causando aos passageiros.

Leia mais notícias em Cidades

Ponto de ônibus de Taguatinga Centro: os passageiros que decidiram usar os coletivos encontraram paradas cheias (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Ponto de ônibus de Taguatinga Centro: os passageiros que decidiram usar os coletivos encontraram paradas cheias

A doméstica Geane da Silva, 49 anos, está há duas esperando um trem na estação da Praça do Relógio. Ela precisava estar no Hospital da Criança às 7h15 para pegar remédios para o filho. "Tentei ir de ônibus, mas a situação está pior. Os coletivos passam, mas não param", reclama.

A leitora Sandra Maria disse que apenas uma catraca da para o cartão Fácil está liberada na estação de Samambaia Sul. Com isso, os passageiros enfrentam fila que passam das escadarias do terminal.

Fila para entrar na estação de Samambaia Sul (Sandra Maria/Divulgação)
Fila para entrar na estação de Samambaia Sul


Reivindicações
Os metroviários que aderiram à greve na última sexta-feira (4/4), reclamam da falta de negociação com o Governo do DF (GDF) por melhorias para a categoria. Entre as reivindicações estão correção das distorções salariais do Plano de Carreira; redução de jornada para 6 horas; reajuste salarial de 10%; plano de previdência complementar; aumento da quebra de Caixa da bilheteria, entre outros.

A paralisação terá tempo indefinido. De acordo com o Sindicato dos Metroviários do Distrito Federal (Sindmetrô-DF), a categoria vai manter 30% do efetivo trabalhando.

Assista à reportagem da TV Brasília

Esta matéria tem: (15) comentários

Autor: Thiago Lied
Sou a favor de um transporte público de qualidade. Se, para isso, forem necessárias greves, que sejam feitas. O Governo é que precisa dar um jeito nisso! Estamos com vocês, metrovirários. | Denuncie |

Autor: Maglival Silva
Para os que são a favor da privatização, pq estão reclamando do metrô, vai de ônibus q é privatizado, logo deve ser muito bom, né? | Denuncie |

Autor: Maglival Silva
Melhor ficar calado á falar do que não sabe... Se tivesse ciência da Lei Federal 6149/74 não falaria tantas asneiras | Denuncie |

Autor: Maglival Silva
Sabe de nada inocente!!! Fábio Almeida | Denuncie |

Autor: PEDRO FREITAS
a unica finalidade deste moviemento é desmoralizar o governo atual do DF. ESTES SERVIDORES GANHAM MUITO BEM PELO POUCO E MAL SERVIÇO PRESTADO.RUUUUUA NELES AGNELO. | Denuncie |

Autor: Josué Braga
Reinvindicar redução de horário é brincadeira - foi contrato para trabalhar 8 horas - cumpra -se não quiser - peça demissão - No serviço publico tem que acabar com esta palhaçada - a pessoa faz o concurso sabendo qual a carga horaria e salário - após ser admitido não quer concordar - saia | Denuncie |

Autor: montoya montoyaa
Essas reportagens nada informam ou quase nada. Já disse o que os metroviários querem. E o outro lado? O que o GDF já fez ou está fazendo? | Denuncie |

Autor: montoya montoyaa
Sou favorável à concessão (privatização) do Metrô. Tudo que o governo põe a mão não funciona. E esse sindicato é muito radical. Fazem 3 greves por ano. Chega! | Denuncie |

Autor: eridan costa
Privatização JÁ. O atendimento é horrivel e ainda entra em grave????? | Denuncie |

Autor: antonio neto
Redução de jornada de trabalho!!Ganhar aumento todos querem, agora trabalhar...nem pensar!!!! | Denuncie |

Autor: Eduardo Braga
Infelizmente os movimentos grevistas estão banalizados, com solicitações exdruxulas como reclamar da falta de pessoal e pedir redução de jornada na mesma reinvidicação. E ainda querem aumento dos vencimentos. | Denuncie |

Autor: MARCELO MASCARENHAS
Os metroviários avisaram que fariam greve desde terça-feira da semana passada e o Governo não elaborou nenhum plano para amenizar o transtorno que tal greve causaria ao usuário do transporte? QUANTA INEFICÁCIA! | Denuncie |

Autor: wellington santos
redução de jornada para 6 horas? caracas já não fazem muito! Na próxima greve vão querer trabalhar 06hs dia sim dia não! com 2 horas para almoço! O GOVERNO MOLE! | Denuncie |

Autor: Jaime Luiz
E ninguém faz nada. O GDF não se move, os dirigentes do Metrô não tomam atitudes, o sindicato olha só para seus interesses. É vergonho o descaso com o usuário. | Denuncie |

Autor: Fabio Almeida
Piada pronta, agora metroviários querem ser policiais, querem andar armados, querem viaturas. Até aonde eu sei, metroviários não tem poder de POLICIA e nem de SAÚDE. Portanto isso de exigir viaturas especificas não cola. Samu atende emergências e Policia atente casos criminais. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade


  • Últimas notícias
  • Mais acessadas