Blog acusa 11 moradores do DF de agredir e praticar abusos contra mulheres

A página colocou nomes e fotos dos supostos estupradores. Os perfis dos homens são bastante diversos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/11/2015 21:40 / atualizado em 26/11/2015 22:26

Bernardo Bittar /

Wordpress/Reprodução


Horas após serem denunciados em um site anônimo, brasilienses recorrem à polícia para tentar tirar seus nomes e fotos da página virtual. Criado durante a tarde desta quinta-feira (26/11), um blog sem identificação acusa 11 moradores do DF de agredir as namoradas e praticar abusos contra mulheres. Até agora, existem apenas duas publicações.

Para um dos acusados, de 29 anos, a situação é uma incógnita. “Meus amigos começaram a mandar isso no começo da noite. Isso é muita sacanagem, eu tenho namorada, tenho vida, trabalho”, contou. Com a foto da página nas mãos, ele registrou um boletim de ocorrência da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Na apresentação do site, o autor diz que “todos os dias, uma amiga conta a história de uma amiga da amiga (sic), sempre preservando a vítima”. A ideia seria, segundo ele, expor os agressores e usar a página como uma ferramenta de proteção às vítimas.

Abaixo, existe um texto justificando a criação do blog. “A mulher não tem conhecimento do direito de cidadã, ela depende financeiramente do marido e sofre abusos diversos por viver nesta condição” , afirma. Por isso, garante, “esta ferramenta pode ser útil para o escracho público, para a reflexão de toda a sociedade, e para que saibamos quem são/foram essas pessoas antes de nos envolvermos”.

Inicialmente, outro jovem denunciado, de 25 anos, preferiu ignorar as palavras. “Mas, quando notei pessoas muito próximas, como primos e tios, sabendo desse assunto, não aguentei. Contei aos meus pais e resolvi recorrer à Justiça. Amanhã, vou protocolar uma denúncia no Ministério Público. Se precisar, também vou à polícia”, reclamou.

Os perfis dos homens tratados pelo autor como estupradores são bastante diversos, tanto no estilo quanto no comportamento — a reportagem verificou as redes sociais de 10 deles e notou diferenças significativas de escola, religião etc. Mas, segundo o autor, os agressores têm características bastante singulares: “São todos simpáticos, agradáveis. Você não espera esse tipo de atitude”.

Segundo o delegado Eduardo Freitas, plantonista da 1ª DP, nesse caso, o aconselhável é procurar a polícia. “Se estão sendo difamados, é o certo a se fazer. Podemos apurar isso e até pedir que o site seja retirado do ar”, afirmou. Ainda não há informações se os acusados pelo blog tem ficha criminal.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Lost
Lost - 27 de Novembro às 08:37
É muito fácil difamar alguém hoje na internet. Muita gente encaminha a "notícia" sem verificar, às vezes sem nem ler o conteúdo. E muita gente acredita em tudo que lê. Depois, para corrigir o estrago, é difícil. Ainda bem que existem muitas ferramentas de perícia para rastrear o autor e indiciá-lo criminalmente.
 
Mai
Mai - 26 de Novembro às 23:33
Algum já é fichado ou foi preso?
 
Mai
Mai - 26 de Novembro às 22:14
O jornal deve procurar as vítimas. Trabalho investigativo. Mas a iniciativa é boa para pegar estupradores.